31/12/2009

É hora de recomeçar..



Neste novo ano quero me Renovar.
Quero colocar em prática meus desejos pessoais que por algum motivo ou outro não realizei antes.
Quero ser alguém melhor a cada dia, fazendo a minha parte para um mundo melhor.
Vou me preocupar e cuidar mais da minha saúde e do meu bem-estar.
Vou aproveitar mais as oportunidades que a vida me oferecer e me dedicar melhor aos estudos.
Quero curtir muito também cada dia, cada hora, cada instante, pois nunca se sabe quando chegará a hora de partir.
Quero ser uma aluna melhor, uma filha melhor, uma irmã melhor, uma amiga melhor, uma pessoa sempre melhor.
Quero aproveitar mais os momentos ao lado das pessoas que amo, afinal a qualquer momento elas podem ir embora e me privar da sua companhia, dos seus carinhos, dos seus abraços, dos seus sorrisos...
Quero dizer "Eu te amo" mais vezes.
Quero reencontrar velhos amigos e conhecer novos.
Quero encontrar alguém especial para chamar de amor.
Quero sorrir bastante e chorar pouco.
"Se chorar, que seja de alegria.."
Quero trilhar novos rumos, conhecer novos caminhos e seguir na minha incessante busca pela felicidade!
Quero ver a nossa nação votar consciente. (será?)

É hora de recomeçar...
É um novo ano que se inicia.
É como cada dia que nasce, e nós temos a chance de fazer dele o que quisermos.

Faça com que cada dia seja o melhor dia da sua vida!
E se não for, o amanhã virá.

Que 2010 seja muito melhor que 2009...

Feliz Ano Novo!
Feliz RECOMEÇO!

29/12/2009

Restart!



Olá, pessoas!
Como foi o natal de vocês?
O meu foi até legal...
Não foi como os de antigamente...
Bom, nem parecia muito com natal..!
rsrs
Não tinha aquele clima natalino..
Mas na verdade não sinto isso há muitos anos!
Não sei se é porque cresci, ou se é porque simplesmente não sinto mesmo aquela coisa de antes. Talvez eu tenha ficado um pouco decepcionada com essa coisa de as pessoas só se lembrarem de serem bondosas e solidárias no natal.
Passei a noite de 24/25 na casa da noiva do meu pai com a família dela, meu pai e alguns amigos.
Foi bacana, rimos bastante!
Fizeram um amigo oculto que deve ter durado 1 hora!
Nossa! Família eeenorme!
hahaahaha

Mas enfim...
O ano está acabando!
FINALMENTE!

Nossa!
Que ano foi esse?
Meu lado pessoal não teve muitas coisas boas...
Claro que teve algumas, mas acho que as coisas ruins superaram as boas...
Foi um ano difícil para mim.
Mais chorei do que sorri.
Sei que dificuldades fazem parte da vida, sempre soube disso!
rs...
E como!
Eu amadureci "muito cedo" por causa delas.
Passei por poucas e boas, que não cabe lhes contar agora.
É melhor que fiquem no passado.
Assim como este ano deverá ficar.
As dificuldades que enfrentei servem como aprendizado.
As lágrimas que derramei um dia serão a mesma quantidade de sorrisos que irei dar..
Talvez até mais!
Tudo que passei me fez repensar meu modo ser, de agir, de pensar.
Me mudou de uma forma que quem me conhece notou muito bem, e alguns gostaram, outros não.
Uns dizem que fiquei mais fria, distante.
Outros dizem que estou certa pois passei a pensar mais em mim, a me preocupar mais comigo mesma e com que quero para minha vida.
Estão certos, os dois lados.
Me tornei um pouco fria e distante com algumas pessoas exatamente porque elas não estavam acrescentando muito ao que sou e ao que quero ser.
Na verdade nem elas mesmas sabem o que elas querem ser.
Gosto de ter junto a mim pessoas que tenham objetivos na vida e corram atrás de seus objetivos. Que acrescentem algo à vida dos outros e que queiram que os outros acrescentem algo às suas vidas. Pessoas que se importem com o que acontece no mundo, com que acontece a sua volta e que tentem fazer algo a respeito. Não quero pessoas só para curtir, quero pessoas companheiras, que eu possa contar em qualquer situação.
"Na alegria e na tristeza.
Na saúde e na doença."

Como num casamento deve ou deveria ser.

Mas com tudo o que me aconteceu eu percebi que as pessoas que estavam à minha volta não eram assim.
Por isso precisei mudar.
Não posso impor que elas mudem também.
Talvez elas percebam as coisas por si mesmas...

Tomei como "frase de vida" aquela do Dalai Lama:
"Seja a mudança que você quer ver no mundo."

E é o que estou fazendo.
Pouco a pouco.
A cada dia.

O ano foi difícil.
Mas o aprendizado foi enorme.
E recomeçar é preciso!

A melhor coisa que me aconteceu este ano foi o nascimento do meu afilhado, filho de uma grande amiga (Dani). Uma amizade verdadeira e de loonga data!
E que eu tenho a honra e o orgulho de apresentar a vocês...
Esse é o João, ou como gosto de chamar, Jhones! haha



*.*
Ele não é lindo?
[/tiababonadetected!]

BeeeijO!

"..Temos muito ainda por fazer. Não olhe pra trás, apenas começamos!
O mundo começa agora, apenas começamos!"

23/12/2009

É Natal!



E então é Natal...
Natal é muito mais do que época de dar e receber presentes, é mais do que uma festa cristã.
É tempo de dar e receber carinho, solidariedade, amor.
É tempo de reconciliação.
Tempo de repensar as atitudes, repensar os erros, deixar de lado as mágoas e dar aquele abraço apertado naquela pessoa que você tanto gosta mas que se afastou por uma "besteirinha qualquer".
É tempo de consumismo sim, mas também é tempo de ser solidário, de olhar para aqueles menos favorecidos, de ajudar o próximo...
É no natal que a família se reúne, que os amigos confraternizam, que os namorados se dividem entre as casas das famílias para ficar um pouquinho com cada uma..
Os corações ficam mais amolecidos, as pessoas mais "boazinhas", os olhares brilham mais.

Mas peraí... Isso não deveria acontecer o ano todo?
Sim!
Gosto muito do natal...É verdade!
Mas é incrível como as pessoas deixam para o natal e o ano novo coisas que deveriam fazer o ano inteiro!

Vamos repensar isso também...
Não deixe para o Natal o que você pode e deve fazer o ano todo, todos o dias!


"Oxalá pudéssemos meter o espírito de natal em jarros e abrir um jarro em cada mês do ano."
[Harlan Miller]

"Natal é quando o homem quiser,
Pena o homem querer cada vez menos."

[Desconhecido]


Um Feliz Natal para todos e que os sentimentos e o espírito do Natal permaneça por todos os dias do ano que se inicia e todos os próximos anos!

BeijO!

"...Que seja feliz quem souber o que o que é o bem..."

20/12/2009

Meus bons amigos...




É incrível como estar em um lugar diferente nos faz bem.
Tudo certo que problemas e angústias nos acompanham onde formos, mas o ar parece mais ameno, nos sentimos mais leves quando estamos fora do nosso "lugar comum".

Estar com os amigos então, nem se fala!
São eles os remédios para nossas tristezas...

Relembrar os velhos tempos...
Rir daquela inoscência, dos tempos de escola, dos namoros, das bagunças,das bobeiras!

Aaah, como era bom... Como dá saudade!
Como é bom estar junto novamente!

O tempo passa e muitos se vão...
Mas as amizades verdadeiras sempre ficam.

São poucos quando comparados aos da época da escola, mas são o suficiente.


Sempre valorizei os meus o máximo possível.
São o meu alicerce. Minha base. Minha sustentação.

Amigos de verdade são poucos e são reconhecidos no olhar. Há uma sintonia, uma química. Alguns são encontrados ao acaso. Outros perdidos pelo caminho... E alguns nos acompanham desde nossa infância. Mas a amizade verdadeira é contagiosa e muito difícil de curar.

Amizade não vê defeitos e se vê, os entende, pois ninguém é perfeito. E como dizem, amigo é aquele que conhece seus defeitos e mesmo assim é seu amigo. Não se escolhe por virtudes, raça, cor ou qualquer outra coisa. Simplesmente acontece. É a perfeição do amor platônico.

É um amor construído a quatro mãos (ou mais!) e sustentado por elas. Sintonia entre anjos da guarda. São eles nossos anjos, mesmo que as vezes não pareçam!

E eu os amo tanto!
E digo isso a eles sem nenhum pudor.

Obrigada, amigos!
Por me fazerem tão bem!

BeijãO

______________________________________________________________
Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...

[Vinicius de Moraes]

18/12/2009

Dia Nublado




Hoje não me sinto bem.
Me sinto como um dia de céu nublado,
Dia de tempestade.

Fria, distante, estranha.
Sem brilho e sem cor.
Sem encanto.

Aquele velho aperto no peito está de volta...
Não sei o que acontece, mas me sinto assim.

Os velhos medos, as velhas angústias...
Voltam a me assombrar.

Aquela força e aquela coragem que carregava, parecem ter me abandonado hoje.
Sinto somente o aperto no peito, o nó na garganta, o vazio.


Dizem que depois de toda tempestade há um dia lindo, de muito sol...
Há tempos espero por este dia.

_____________________________________________________________________
Para ouvir: Wish You Were Here - Pink Floyd

"Então, então você acha que consegue distinguir
O céu do inferno
Céus azuis da dor
Você consegue distinguir
um campo verde
de um frio trilho de aço?
Um sorriso de um véu?
Você acha que consegue distinguir?

Fizeram você trocar
Seus heróis por fantasmas?
Cinzas quentes por árvores?
Ar quente por uma brisa fria?
Conforto frio por mudança?
Você trocou
Uma pequena participação na guerra
Por um papel principal numa cela?

Como eu queria
Como eu queria que você estivesse aqui
Somos apenas duas almas perdidas
Nadando num aquário
Ano após ano
Correndo sobre o mesmo velho chão
O que encontramos?
Os mesmos velhos medos

Queria que você estivesse aqui."

/beijO


ps: estou indo hoje para Itabira, mas farei o possível para postar lá também.

15/12/2009

Evoluir...




"Mais um ano se passando
horizontes, novos planos...

...quero fincar minhas raízes na terra
renascer e como uma semente crescer

evoluir


Pra ficar mais bela

ser sincera, cultivar um sentimento que é só meu

mas tão seu."


Evoluir.

Essa é a palavra de ordem.

É o que eu preciso, você precisa, o mundo precisa.

Mas não qualquer evolução.
Uma evolução interior.

Uma evolução da mente, dos sentimentos, do próprio Eu.

Enxergar que só nós mesmos podemos mudar o que somos e o que fazemos do nosso mundo.

"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação."
Oscar Wilde

"Seja a mudança que você quer ver no mundo."
Dalai Lama


Preciso dizer mais alguma coisa?

Evolua!


/beijO!

12/12/2009

Onde está a tal da felicidade?




Felicidade - s. f. -> 1. Concurso de circunstâncias que causam ventura. 2. Estado da pessoa feliz. 3. Sorte. 4. Ventura, dita. 5. Bom êxito.

Mas onde se encontra esta tal felicidade?
Isso dá em árvore?
Existe uma pílula? Em que farmácia encontramos?
Muitos dizem que está dentro de nós...
Outros só a encontram no outro.

Para mim, felicidade é estar de bem consigo mesmo e com o mundo.
É ter satisfeitas todas as "necessidades básicas" do ser humano.
É sorrir...Gargalhar! Chorar de alegria... É um abraço apertado de alguém querido, é um sorriso inocente de uma criança, é ver feliz quem eu amo, é uma palavra de consolo para quem precisa, é poder ajudar como puder, é ver que ainda existem pessoas caridosas, é ouvir os reprimidos, é escutar as histórias dos mais velhos e aprender com eles, é tentar ser uma pessoa melhor e tentar fazer um mundo melhor... É tanta coisa!

Felicidade plena não sei se é possível, pois como seres humanos, nunca estamos plenamente satisfeitos. Todo o tempo procuramos mudar algo, queremos mais do que temos.

O que nos move é aquele vazio interior que faz com que busquemos preenchê-lo de alguma forma. E quando encontramos algo que preencha, outro "vazio" surge... E vamos em busca de outra coisa.

Somos seres insatisfeitos. Nunca conseguimos ser plenamente felizes.
Temos momentos felizes.

Mas essa insatisfação é o que nos faz viver. É nosso combustível.

Algumas pessoas não conseguem lidar com frustração e não tem forças para preencher seu "vazio interior". Por não conseguir encontrar solução para seus problemas, preferem uma saída de emergência como a morte. Não acho que sejam covardes. Pelo contrário, acabar com a própria vida requer coragem. Mas também demonstra um certo egoísmo, um egocentrismo.

Confesso que diversas vezes me deparei com essa idéia de única saída para os meus problemas, mas percebi que eles não se resolvem desta forma. A gente morre e os problemas permanecem para aqueles que ficam. E muitas vezes até aumentam.

A busca pela felicidade é um caminho árduo, cheio de obstáculos, de precipícios, de pedras e de pessoas para nos derrubar. Mas a persistência, a força de vontade, a fé, o conhecimento, a coragem e o amor próprio são os melhores companheiros para percorrer este caminho sem fim.

Ser feliz é algo subjetivo. Não existe uma fórmula certa. Cada um tem uma maneira diferente de se SENTIR feliz. Cada um encontra um pouco de felicidade em coisas diferentes e em momentos diferentes da vida.

E assim continuamos nossa eterna busca pela tal felicidade....

Ainda estou a procura da minha. A cada dia... Um pouquinho de cada vez...!


“Creio que aqueles que mais entendem de felicidade são as borboletas e as bolhas de sabão..."
___________________________________________________________________________

Como estamos em plena Conferência em Copenhague discutindo as mudanças climáticas, as ações humanas sobre a natureza, e mais um monte de coisas que espero que sejam discutidas, aí vai uma tirinha do blog Um Sabado Qualquer:

04/12/2009

Cadê meu panetone, hein?




"Brasil

Mostra a tua cara!

Quero ver quem paga pra gente ficar assim!"



Não me surpreendo mais com essa roubalheira dos nossos políticos...
Acho absurdo, claro.
Mas não me surpreendo.
Apenas fico cada vez mais decepcionada, mais triste e mais desacreditada no ser humano.

E os caras-de-pau ainda tem a coragem de dizer que a grana era pra "comprar panetones"...

Eu ri..
Ri muuito e alto!
Eles se superam cada vez com suas desculpas esfarrapadas.

Mas pelo menos isso tudo serviu pra alguma coisa:
Para mostrar que ainda existem pessoas que lutam por seus direitos!
Que se manifestam, que brigam, "quebram tudo".
Adorei e estou adorando essa galera que tá lá distribuindo panetones,
colocando dinheiro nas cuecas e meias imitando os caras-de-pau...
Fazendo barulho!
Chamando atenção desse povo brasileiro tão acomodado, de memória tão seletiva e tão curta, que esquecem fácil e rápido o que "os de colarinho branco" fazem do nosso país e do nosso dinheiro.
Para muitos brasileiros, basta que eles distribuam algumas cestas básicas e tudo passa.

Só que tem um monte de gente de saco cheio disso faz tempo.
De saco cheio de ser feito de palhaço.

Eu sou uma dessas pessoas, e se pudesse estava lá no meio bagunçando também.

Minha mãe dia desses disse que agora só vota nulo, porque não acredita em político nenhum mais.

De certa forma concordo com ela, mas isso não resolve o problema todo, nao é?
Não somos cidadãos só na hora de votar.

Temos que ter esta consciência!
É isso que falta.


E então, cadê meu panetone?
Você recebeu o seu?

Vai ver foi pro Paraná investir na tentativa do record de produção do "maior panetone do mundo"



aiaiai...

28/11/2009

Nostalgiando



Nostalgia: do Gr. nostós, regresso + álgos, dor; s. f., melancolia, abatimento profundo de tristeza, causado pelas saudades do lar ou da pátria.

"Nostalgia...
Saudade do tempo que já se foi.
Saudade do tempo que não volta mais.

Nostalgia dos tempos de escola em que a única preocupação era com as notas,
era em "passar de ano".

Amigos
Festas
Amores
Paixões!
Aaah, as paixões!

Tempos de "inocência".

Hoje me peguei numa nostalgia daquelas!

Tempos de muitos amigos!

Hoje nem tanto.
Poucos ficaram.

Os tempos são outros,
as festas são outras,
os amores e as paixões são outros...
As preocupações, outras! Maiores!

Eu sou outra.

E aquela inocência não existe mais."

Raisa Yasmim

25/11/2009

Êh canseeeeira!



Essa coisa de Faculdade acaba com a gente, né?
Nossa!
Nunca tive tantos trabalhos assim!
Mas agora, finalmente, acabaram os desse semestre...
Ontem fiz a minha última e a mais difícil apresentação de trabalho deste semestre letivo, que foi apresentar a pesquisa do meu grupo de estágio.
Nossa pesquisa teve como tema "PERSPECTIVAS PARA O TRANSTORNO BIPOLAR NA SOCIEDADE:
Contribuições e papel da família na estabilização do quadro."

Fomos o último grupo a apresentar, e a ansiedade e tensão nos acompanhou até o último segundo....
Mas deu tudo certo e acho que foi um "sucesso".
Depois da apresentação, só pra descontrair,
fomos para um barzinho aqui perto tomar aqueeeeeela geladinha (a intenção era tomar uma cachaça pra aliviar a tenção, mas com esse calor, quem aguenta?) e jogamos uma sinuquinha.... rsrs!

Agora só faltam algumas provas e depois: FÉRIAS!
Minhas tão sonhadas férias...

Dizem que o próximo período é pior, mas por enquanto não quero nem pensar nisso!

Bom, vou me despedindo, deixando uma imagem que vi no capinaremos e ri muito...Então, espero que vocês tb achem engraçado, né? rs.

ps: não me entendam mal, ok? é só uma piadinhaa! rs

Falta de Semancol


"Algumas vezes queremos ficar sozinhos, Jesus." [Zanfa - Capinaremos]

huahuahauhuauaa...
Foda.. rsrrsrsrs


BeijOs!

17/11/2009

Aqui Jaz...



Em mais uma das aulas estranhas e ao mesmo tempo interessantes de Psicologia Fenomenológica Existencial, o professor apareceu com um "sonzinho" nas mãos e colocou um cd de marchas fúnebres ou réquiens (como vocês preferirem) para tocar.
Eram músicas até bonitas, como aquelas de propagandas como a do "Bosque da Esperança Cemitério Parque".
Enquanto a música rolava, começou a distribuir uma folha com um desenho de uma lápide escrita com esta frase tããão conhecida: "Aqui Jaz".
Após distribuídas as folhas, pediu que imaginássemos o dia da nossa morte e escrevessemos a nossa própria lápide.
Meio mórbido, eu sei.
E confesso: foi um pouco difícil!
Não consigo pensar no que gostaria de ter escrito no meu "último leito".
Prefiro deixar essa tarefa por conta das pessoas que me conhecem, da minha família e amigos.
Mas é um ótimo exercício para refletir sobre o que fazemos, vamos fazer e tudo o que já fizemos em nossas vidas.
Nos faz pensar sobre o que vamos deixar para aqueles que ficam.
Me emocionei e senti aquele aperto no peito ao escrever a minha.
Um filme da minha vida passava todo ali, na minha frente, naquele momento. A cada palavra que eu escrevia várias cenas boas e ruins vieram à minha cabeça.
Não tive coragem de ler em voz alta.
Algumas pessoas leram e a turma toda se emocionou junto enquanto elas choravam.
Parecia que aquilo estava acontecendo mesmo.
Foi uma experiência estranha, mas boa.
Espero que eu deixe boas lembranças quando minha hora chegar.

BeijO!

Ps: Mais uma vez, recomendo: tente fazer esta experiência. Não precisa que mais ninguém leia, só você.
Apesar da angústia, faz bem....

13/11/2009

O mundo em minhas costas



Tem horas que parece que tudo vem ao mesmo tempo...
Além de estar cheia de trabalhos,
Além de ainda estar em tratamento (que não acaba nunca!),
Meu irmão está em uma crise daquelas!
Extremamente agressivo...
Brigas em casa.. Eu e minha mãe ultimamente não estamos nos dando muito bem...
É uma discussão atrás de outra.
Meu avô paterno sofre outro avc.. Está no cti e noite passada teve complicações respiratórias. Teve que ser entubado. E eu além de estar muito preocupada ainda estou tentando celar a paz na minha família. (minhas primas já não tem muito contato com meus avós paternos, com o pai e meu pai e até comigo há um tempo. Por BRIGAS!)
Saudades dos meus amigos que estão distantes...
Saudades de tê-los perto de mim para me apoiar, me "sustentar".
Sentimento de solidão que mais uma vez me pega...
Aquela angústia, aquele aperto no peito.
Grito sufocado.
Choro sozinha...

Parece que estou carregando o mundo em minhas costas.
Sozinha.

06/11/2009

O que você faz de si?



Desculpem os sumiços! Tem gente que anda até me cobrando pra eu postar logo, mas é que fim de semestre de faculdade é pesado!
Nossa! E pra completar eu ainda estou com aquele probleminha com minha net e meu pc...aff!


Bom, mas hoje quero falar sobre um assunto que discutimos dia desses em sala.
Conversamos sobre Jean-Paul Sartre, um filósofo francês que é meio que conhecido como o representante do Existencialismo.
Lemos algumas coisas que ele disse, e dessas umas me fizeram pensar sobre algumas coisas...
Sartre dizia que "O homem nada mais é do que aquilo que ele faz de si mesmo."
Frase forte, não?
São nossas atitudes, pensamentos, comportamentos que determinam o que somos.
Muitas pessoas se importam demais com o que as pessoas falam ou pensam, mas o que realmente importa é o que você faz de você. Você é responsável por toda a sua existência.
Me lembrei do que o professor costuma dizer pra gente de vez em quando: "Há sempre um ponto de ônibus perto de onde você está."
O que eu entendo disso é que se você não está satisfeito com sua situação, "pega o ônibus"! Muda! Só depende de você... Nós temos um leque de oportunidades e não precisamos ficar presos a padrões ou sermos como os outros querem que sejamos só para satisfazê-los.
Se não estamos felizes, por que não mudar?
Somos livres! E sendo livres, podemos fazer nossas escolhas.
E falando em escolhas, mais uma das falas de Sartre que me chamou atenção foi essa:
"A escolha é possível, em certo sentido, porém o que não é possível é não escolher. Eu posso sempre escolher, mas devo estar ciente de que, se não escolher, mesmo assim estarei escolhendo."
Complexo, não?
É difícil fazer escolhas com tantas opções que temos.
Temos medo de estar "escolhendo errado" ou de que a outra opção fosse melhor.
Porém, como saber se não tentar? A gente acaba perdendo muitas oportunidades, muitas chances pelo simples medo de não tentar.
E é muito melhor se arrepender de ter tentado do que viver para sempre com aquela pulguinha atrás da orelha, aquele sentimento de dúvida, pensando em como seria se não tivéssemos deixado esse medo nos dominar.

Então, seja senhor(a) de si, ator/atriz principal, diretor(a) e escritor(a) de sua história tendo a liberdade de mudar quando sentir necessidade.
Não se prenda. Seja livre.
Tente.

Por hoje, paro por aqui.
Se cuidem!
Beijo enorme...

28/10/2009

Memórias!



Como são as coisas, né?
Dia desses recebi a notícia de que meu primeiro namorado (não namoradinho de colégio, ou ficante), namorado mesmo, de namorar em casa e tudo (inclusive eu tinha 14 anos e ele 19) está noivo e vai ser papai.
Na época que eu trabalhava na loja do shopping daqui de Betim ele esteve lá com a tal namorada e nem sequer me cumprimentou..
Evitou até de olhar na minha cara.
Dizem que ela tem ciúmes até da sombra dele.
Bobeira, né?

Pois é...
E uns dias atrás deixei um recado para um ex-namorado de Itabira, uma pessoa que gostei muito e que ainda gosto de alguma forma, mas sabe quando você sabe que não dá mais certo?
É assim que sinto.
Depois de um tempo que terminamos - porque me mudei para Betim e por vários motivos - ele pediu para voltar.
E não foi só uma vez.
E apesar de ter sido bom o tempo que ficamos juntos,
apesar de gostar muito dele, e de ter sentido por ele algo que não tinha sentido por ninguém antes, e da nossa história ter sido tão diferente e tão marcante, eu não aceitei. Não quis.
Não é que eu me arrependo.
Eu sei que foi melhor assim, pois do jeito que estava nosso relacionamento estava fadado ao fracasso.
Na verdade resistimos por muitas coisas enquanto estivemos juntos, eu principalmente.
Não houve traição pelo menos que eu saiba.
Mas algumas pessoas gostavam de atrapalhar tanto que inventavam, enchiam a cabeça dele. E ele era sincero e sempre me contava. Mas apesar disso eu ficava mal, claro!
Quando me mudei para Betim para estudar, ainda continuamos juntos por mais um certo tempo, até que a distância e a falta de tempo pra gente se ver falou mais alto.
Quando eu estava perto nos víamos com frequência e já tinha gente pra inventar coisas a meu respeito, imagina eu morando em outra cidade?
Pior ainda, não é?
Então decidimos por terminar.
Alguns de vocês podem pensar: "e por que você não largou tudo pra ficar com ele?"
e eu respondo: Porque eu quero demais me formar e ser uma grande profissional, ou seja, uma grande psicóloga, poder ajudar outras pessoas, poder ME ajudar... Além disso, Itabira não é cidade para mim. Não é cidade para morar, quando se está acostumado com uma cidade como Betim (que é quase uma BH). Se ele estivesse mais perto, talvez teria dado certo, mas como saber?
TALVEZ... sempre talvez...
Talvez sim, talvez não..
Ou eu abria mão dos meus sonhos, ou ele abria mão dos dele.
Então conversamos.
E apesar de ter sido difícil, decidimos pelo fim do namoro, cada um ficava "na sua".
Se a gente tivesse que ficar juntos, ficaríamos.
No recado que deixei pra ele semana passada, disse que desejo que ele seja muito feliz sempre, que gosto muito dele e que é pra ele se cuidar (além de ter perguntado pela família e talz)...
O fato é que ele está namorando e a namorada andou bicando meu perfil e eu visitei o dela de volta, e então ela me deixou um recado agradecendo pelas felicitações que dei a ele, que sim, ele está muito feliz, que estão morando juntos e com data de casamento marcada.
Eu respondi que desejo felicidades aos dois, e que se deixei má impressão, não foi minha intenção (e não foi mesmo!).

Fiquei pensando naquilo... É mais um ex-namorado meu que vai se casar!
Claro, até cheguei a pensar se não poderia ser eu a noiva, mas esse pensamento logo logo foi embora.

Acho que quando você percebe que não dá mais, não adianta insistir.
Mesmo que exista sentimento, é melhor cada um seguir seu caminho e tentar ser feliz de outra forma, com outra pessoa e deixar o que resta daquele sentimento guardado, preservado. Pelo menos você tem algo de bom pra se lembrar. E quando a gente gosta a gente quer mais é que a pessoa seja feliz!

E apesar de ser doloroso, a gente não pode ter tudo na vida, né?
Para se alcançar certos objetivos temos que abrir mão de outros.
As vezes abrimos mão de pessoas...Da presença delas...
Mas se não ousarmos, nunca conseguiremos ver nossos sonhos realizados.

Dia desses uma colega de sala que gosto muito disse uma frase que não vou esquecer jamais, e é com ela que termino esta postagem:


"Se você guarda seus sonhos numa gaveta por muito tempo, pode ser que depois você não consiga tirá-los de lá."


Beijos!

22/10/2009

Continuaaando..



Desculpem a demora, mas é que estou cheia de trabalhos e provas!
E além disso é fisioterapia, hidroginástica, etc...

Bom, mas continuando,
O meu médico doido-amigo disse pra eu me cuidar.
Que preciso acordar e perceber que só eu posso realmente cuidar de mim.
Que pode ser que mais tarde ele me indique uma terapia (olha ela aí!) pois passei por um marco muito importante na minha vida.
Estar ali, numa cama de hospital, internada por 17 dias, passar por 3 cirurgias, diversos exames, estar a mercê da ajuda dos outros, estar como um objeto, pois fazia o que me mandavam (logo eu q o q mais prezo é minha autonomia e independência). Uma garota de 19 anos tomando banho de leito dos enfermeiros porque não conseguia e não podia se levantar. Isso abala. Isso muda muito uma pessoa.
Foi mais ou menos com essas palavras que ele falou.

Me segurei para não desabar ali mesmo, sobre a mesa do consultório e encharcar os papéis dele.
Só eu sei o quanto essa(s) cirurgia(s) me marcou e me mudou.
Dia desses uma professora comentando sobre traços de personalidade, disse que certos acontecimentos - como passar por cirurgias, morte de entes queridos, acidentes, e outros - podem ser tão traumáticos e marcar tanto que mudam certos traços da personalidade do sujeito.
Percebi muito disso em mim mesma.
Passamos a dar um valor maior a certas coisas quando sofremos um tipo de "trauma".
Parei para pensar no que eu queria para mim, o que estava fazendo da minha vida, o que e quem era importante para mim, quem realmente se importava comigo. Quem sou eu.
Esta última, claro, não dá pra responder definitivamente.
E infelizmente estas reflexões não me trouxeram tantas coisas boas, pois me jogaram mais fundo na minha solidão. Me fez uma pessoa mais fechada.
Com mais vontade de ficar boa e de realizar meus sonhos, sim, claro, é verdade.
Mas pensando melhor nos modos de alcançar meus objetivos, em quem vai estar ao meu lado. Buscando sempre 1º a minha saúde, meu conhecimento, meu crescimento, meu bem-estar. Por um lado isso é bom.
Mas pensando e quem vai estar comigo, é como um filme em que vejo as pessoas sumindo... Sobram poucas pessoas. Poucos amigos. Mas os verdadeiros.
Talvez eu é que deposite confiança demais, dê o máximo de mim e espere demais dos outros.
Por isso me machuco. E por isso agora me fechei um pouco mais.
Dia desses tive que sair da sala de aula de tanta angústia (inclusive este era o assunto que estava sendo estudado) que eu estava sentindo, tanta vontade de chorar, solidão, desespero. E ninguém notou quando saí. Nem quando voltei...
Apesar de gostar da solidão, sinto falta de ter alguém comigo.
Para me dar carinho,
me dar o ombro para chorar,
um beijo para acalmar,
uma palavra para me fazer sorrir,
um abraço para proteger e aquecer....

Enquanto não encontro, vou vivendo minha solidão.

BeeeijOs!

14/10/2009

=D





Olás!

Dia desses, mais precisamente sexta passada (09/10), tive uma consulta de "rotina" com meu médico, o que me operou, e como ja comentei,é um médico muito competente (neurocirurgião).
Não conheço muitos neuros (talvez uns 2 ou 3) mas se todos forem como esse, são como dizem dos psiquiatras: todos uns loucos. No bom sentido. rs.

É o tipo de médico que olha nos olhos da gente, que conversa, que quer saber de tudo: desde como está a cirurgia até como andam as coisas na facul, namoros e rolos, etc. Que exige noticias sempre.
É o tipo "médico-amigo".
Gosto de gente assim.
E além de se interessar pela vida da gente, acaba contando casos da própria vida e aí que caímos na risada! É cada uma..
Ele é mestre nisso.. Nunca saí daquele consultório sem dar umas risadas...
E o engraçado é que agora ele tá se tornando médico da familia, pois começou tratando a hernia discal do meu pai, depois minha fratura, ha pouco tempo uns avcs do meu avô(que ja está quase 100%) e agora meu pai falou que vai levr minha avó..
hahaha
e o Dr. Lara disse pranão espalhar pq fica estranho um neuro ser médico da familia. Geralmente medico da familia é clinico geral, dentista, qualquer outra coisa, mas neuro, o povo pensa logo em psiquiatra.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Psiquiatra d familia não pega bem....

Voltando à consulta, como ja era de se esperar, os movimentos da minha perna esquerda ainda não voltaram completamente. Os reflexos estão ótimos, mas não tenho força praticamente nenhuma no pé. Mas aos poucos está melhorando. Mandou o que é de praxe: praticar exercicios (mas com moderação!) e não abusar...
Aumentou um pouco as doses de remedios.. AFF! =/
E conversou muito...
Coisas que eu já sabia, já estava remoendo há tempos e vivo comentando aqui.
Mas eu falo disso depois.
Continuo no proximo, senão essa postagem vai ficar grande demaaaais!!!
Só quis dar satisfações..
Hoje coloquei net aqui em casa de novo..
TÔ DE VOLTA!

BeeeeeijOs!

01/10/2009

Angústia




Me fecho. Me prendo. Me exponho. Me abro.
Sumo. Reapareço. Me aproximo. Me afasto.
Estou sorrindo e estou triste.
Estou angustiada.
Estado permanente.
Ninguém nota.
Disfarço.
Solidão.
Opção.
Amor próprio.
Quem sou eu?
Posso me amar?
Precioso me afastar de mim para me conhecer.
Sumir para me achar.
Coisas ruins andam passando pela minha cabeça.
Mas como não sou egoísta nem tão corajosa,
não posso ouvir estes pensamentos.
Preciso suportar.
Respirar.
Sentirão minha falta?
Faço falta?
Que sentimento angustiante é esse que arranca lágrimas dos meus olhos?
Me provoca dor...
Me faz querer ficar cada vez mais sozinha na minha própria solidão, ao mesmo tempo em que desejo um colo, um abraço, um afago, um ombro para chorar..
Preciso encontrar um sentido.
Estou perdendo todos.
Acho que vou procurar um analista..!

"..Tem dias que tudo está em paz..E agora os dias são iguais.
Se fosse só sentir saudade...Mas tem sempre algo mais!
Seja como for.. É uma dor que dói no peito."

Beijos!

23/09/2009

O Desejo




O Desejo é nosso combustível para viver.
É fonte incessante.
Desde o nosso nascimento entramos em contato com esse, digamos assim, sentimento.
O desejo entre mãe e filho. O cuidado, carinho, atenção e dedicação da mãe direcionados àquele pequeno ser.
Desde aí começamos a perceber (principalmente através da amamentação) que nosso corpo não tem tudo o que queremos ou precisamos e por isso vamos atrás.
Se fossemos totalmente felizes, realizados, plenos e nossos desejos tivessem sido saciados e não houvesse mais nada a desejar, não haveria nem a necessidade de nos mover.
Essa sensação de “falta” é o que nos impulsiona a buscarmos a satisfação dos nossos desejos e vontades.
O desejo é sempre do outro. É o outro que nos ensina a desejar.
Seu olhar reflete o que somos.
Muitas vezes nos vendemos barato demais para tentar suprir essa falta, preencher este vazio.
Como o desejo é incessante, logo que se realiza um, vêm outros.
Quando alcançamos a realização do nosso desejo – ao menos em parte, - passamos a ser responsáveis por ele.
Devemos buscar entender o que queremos de nós mesmos.
Mas como isso é difícil, acabamos nos embaralhando.
Dizem que devemos ter cuidado com nossos desejos, pois eles podem se realizar.
Há certos desejos que reprimimos, condenamos. Mas eles continuam ali, em algum lugar dentro de nós.
Precisamos saber o que queremos realmente.
Por isso fica aí a pergunta:
“Você realmente quer aquilo que deseja?”

Beijos!

12/09/2009

Vida





Dia desses na aula de Psicologia Fenomenológica Existencial, o professor pediu que imaginássemos que a gente iria morrer em 1 mês.
Citando o filme "Antes de partir", que por sinal é ótimo e recomendo a quem não viu, fizéssemos uma lista com as 10 coisas que a gente gostaria de fazer neste "último" mês de vida.

Isto me fez refletir..
Percebemos a quantidade de coisas que temos vontade de fazer e sempre adiamos.
As coisas simples do nosso dia-a-dia que nos são tão importantes e não damos o devido valor, enquanto damos um valor enorme às coisas banais.
Como deixamos para depois as coisas que nos fazem bem; guardamos mágoas de pessoas que são importantes, que por qualquer briguinha boba acabamos nos afastando.
Adiamos nossos desejos, sonhos e interesses.
Ou pensamos demais em nós mesmo, ou pensamos demais nos outros.

E a vida passa tão rápido...
Nunca sabemos o que pode acontecer no próximo minuto.
Cada dia que nasce é uma dádiva e cada um que termina é uma vitória.

E mesmo que tenhamos nossos problemas - como todos têm - sempre seguimos.
A jornada é árdua.
O caminho cheio de obstáculos, abismos, buracos, pedras..
Não é nada fácil.
É preciso força, coragem, determinação.

[é isso que me falta às vezes..]


Faça essa experiência..
Liste as coisas que faria se tivesse somente 1 mês de vida.
A minha ainda não terminou, faltam 2 itens.
Faça e verás quanta coisa vocÊ já deixou de fazer.

BeijOs!

05/09/2009

Nestes dias tão estranhos...




Se alguém souber por onde anda o meu anjO da guarda, diga que estou precisando muito dele..





Estes dias estou me sentindo estranha...
Sei que muita coisa mudou comigo, em mim e ao meu redor, mas estou me sentindo sozinha, vazia..
Uma dor que não passa.
Minha auto-estima está baixíssima e por mais que eu tente ou outras pessoas tentem mudar isso, não adianta.
Acabo me fechando em meu mundo escuro e vazio.
Quando olho para dentro de mim, o que vejo é uma escuridão sem fim e em algum canto, estou eu: encolhida, fechada, escondendo o rosto e chorando como uma criança.
Quanto mais tento me aproximar, mais distante fico daquela "eu".
Outras vezes me vejo perdida em meio a uma multidão que passa apressada, em algum lugar que não sei onde.
Procuro um alguém ou algo e ao não encontrar, me agaixo e fico ali, escondida naquela multidão, aos prantos...
O que isso quer dizer?
Não sei ao certo..
Sei apenas que dói.
Sempre tento me distrair, esquecer minhas dores..
Em alguns momentos até consigo, mas depois de um tempo, volta tudo outra vez.
Um ciclo sem fim.

E fechada com meus sentimentos como sou, não desabafo com ninguém, não choro nos braços de ninguém...
Fico sufocada.. Um grito que não sai..

Por isso tantas vezes faço deste blog como um diário e divido com vocês minhas tristezas e alegrias.

Obrigada pela paciência,
pelas palavras,
pelo carinho..
Obrigada por tudo.

BeijO grande!

Ps: sim, sou eu nesta foto..
Ps²: ando sumida pois meu comp. ta na assistência.. To usando o da minha mãe, mas ficar dividindo muitas vezes não me deixa tempo para fazer tudo. Assim que der faço visitas..

28/08/2009

Veríssimo



"Acho a maior graça. Tomate previne isso, cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...

Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.

Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.

Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me
embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo,
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir
desculpas, pior ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!"

[Luís Fernando Veríssimo]

Afinal, nós somos do tecido que são feitos nossos sonhos!

Eu adorei este texto..
Espero que gostem também!

Beijo grande!

23/08/2009

Mude...

.
.
.








"Mude.
Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção os lugares por onde você
passa.

Tome outros ônibus.

Mude por uns tempos o estilo das roupas.

Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço
alguns dias.

Tire uma tarde inteira pra passear livremente na
praia, ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.

Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.

Durma do outro lado da cama...
depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de TV, compre outros
jornais... leia outros livros.

Viva outros romances.

Não faça do hábito um estilo de vida.

Ame a novidade.

Durma mais tarde. Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.

Corrija a postura.

Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.

Tente o novo todo dia,
o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo
jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.

Tente.

Busque novos amigos.

Tente novos amores.

Faça novas relações.

Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida, compre pão em outra
padaria.

Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,
outro creme dental...

Tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores

Vá passear em outros lugares.

Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.

Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escrevas outras
poesias.

Jogue fora os velhos relógios,
quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.

Abra conta em outro banco.

Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros
teatros, visite novos museus.

Mude.

Lembre-se que a vida é uma só.

E pense seriamente em arrumar um novo emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais
prazeroso,
mais digno, mais humano.

Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.

Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa,
se possível sem destino.

Experimente coisas novas.

Troque novamente.

Mude, de novo.

Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas.

Mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança, o movimento, o
dinamismo, a energia.

Só o que está morto não muda!"

[Pedro Bial]


Você quer? Faça.
Não fique aí parado
Levante-se.
Corra atrás..
Torne possível. Torne real.
As coisas não caem do céu no nosso colo.
É preciso atitude.
É preciso coragem.
Nada é fácil, é verdade.
Mas quem disse que é impossível?
Tente.
Realize.


BeijOs, colegas!

17/08/2009

Amor e Sexo..hmm!



Amor é propriedade
Sexo é posse.
Amor é a lei.
Sexo é invasão.
O amor é uma construção do desejo.Sexo não depende de nosso desejo; nosso desejo é que é tomado por ele.

Amor e sexo, são como a palavra farmakon em grego: remédio ou veneno - depende da quantidade ingerida.

O sexo vem antes.
O amor vem depois.
Ou...o amor vem antes...depois o sexo...
No amor, perdemos a cabeça, deliberadamente.
No sexo, a cabeça nos perde.
O amor precisa do pensamento.
No sexo, o pensamento atrapalha.
O amor sonha com uma grande redenção.
O sexo sonha com proibições; todas fantasias são permitidas.
O amor é o desejo de atingir a plenitude.
Sexo é a vontade de se satisfazer com a finitude.
O amor vive da impossibilidade - nunca é totalmente satisfatório.
O sexo pode ser, dependendo da posição adotada.
O amor pode atrapalhar o sexo.
Já o contrário não acontece.
O amor é mais narcisista, mesmo entrega, na 'doação'.
Sexo é mais democrático, mesmo vivendo do egoísmo.
Amor é um texto.
Sexo é um esporte.
Amor não exige a presença do 'outro'.
O sexo, mesmo solitário,precisa de uma 'mãozinha'.
Certos amores nem precisam de parceiro; florescem até na maior solidão e na saudade.
Sexo, não - é mais realista.
Nesse sentido, amor é uma busca de um sonho...
Sexo é uma bruta vontade de verdade.
O amor vem de dentro, o sexo vem de fora.
O amor vem de nós.
O sexo vem dos outros.
O sexo é uma selva de "epilépticos" (N. Rodrigues).
O amor inventou a alma, a moral.
O sexo inventou a moral também, mas do lado de fora de sua jaula, onde ele ruge.



O amor tem algo de ridículo, de patético, principalmente nas grandes paixões.

O sexo é mais quieto, como um caubói - quando acaba a valentia, ele vem e come.

Eles dizem: 'Faça amor, não faça a guerra'.

Já o sexo quer guerra.

O ódio mata o amor, mas o ódio pode acender o sexo.

Amor é egoísta; sexo é altruísta.

O amor quer superar a morte.

No sexo, a morte está ali, nas bocas.

O amor fala muito.

O sexo grita, geme, ruge, mas não se explica.

O sexo sempre existiu - das cavernas do paraíso até as 'saunas relax for men'.

Por outro lado, o amor foi inventado pelos poetas provençais doséculo XII e, depois, relançado pelo cinema americano da moral cristã.

Amor é literatura.

Sexo é cinema.

Amor é prosa.

Sexo é poesia.

Amor é mulher.

Sexo é homem.

O amor dura muito...

O sexo dura pouco.

Amor busca uma certa 'grandeza'.

O sexo é mais embaixo.

O perigo do sexo é quevocê pode se apaixonar...

O perigo do amor é virar amizade...

Com camisinha, há sexo seguro, mas não há camisinha para o amor.

O amor sonha com a pureza.

Sexo precisa do pecado.

Amor é a lei.

Sexo é a transgressão.

Amor é o sonho dos solteiros.

Sexo,o sonho dos casados.

Amor precisa do medo, do desassossego.

Sexo precisa da novidade, da surpresa.

O grande amor só se sente na perda.

O grande sexo sente-se na tomada de poder.

Amor é de direita.

Sexo, de esquerda - ou não, dependendo do momento político.

Atualmente,sexo é de direita. Nos anos 60, era o contrário. Sexo era revolucionário e o amor era careta...

E vive L'AMOUR...e o SEXO também!

;D

Beijos!

13/08/2009

Pelos caminhos da vida..



Nos nossos caminhos encontramos gente de todo tipo.
E algumas delas passam a fazer parte do nosso eu.
Tudo o que sou tem um pouco de cada um que surgiu na minha longa estrada.
De todas estas pessoas retirei um pouquinho das coisas boas e aprendi com as coisas "ruins", com os erros.
Cometer erros é inevitável.
Ninguém está imune a isto.
Não se pode acertar sempre, não se pode ganhar sempre, não se pode estar feliz e de bem com a vida sempre.
Temos os nossos momentos de bicho, de maldade, onde deixamos o nosso lado ruim sobressair.
Já dizia o poeta Fernando Pessoa: "Todos temos por onde sermos desprezíveis. Cada um de nós traz consigo um crime feito ou o crime que a alma lhe pede para fazer."
O importante é se arrepender das coisas ruins e aprender com elas.
Cometer erros nos faz crescer mentalmente, "humanamente" (inventei!) e espiritualmente.
Se erramos temos a chance de aprender com este erro e tentar acertar ou consertar isso.
Burrice é insistir no erro.
Não sou nenhuma santa, não sou perfeita e nem quero ser.
Ninguém é..
Somos seres humanos, seres errantes, que estão sempre correndo atrás dos nossos sonhos, caindo as vezes, saltando obstáculos, sendo derrubados por pessoas que considerávamos amigos, mas sempre nos levantando e seguindo.
Afinal, "O tempo não pára".
E é isso que faço sempre.
Se não deu certo desta vez, procuro o porquê, mudo o que for necessário e tento novamente.
Desistir nunca.

E fica aí um pensamento:

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."
[Fernando Pessoa]

08/08/2009

Um amor...



"Eu quero ir embora, eu quero um amor que me carregue para longe daqui, que me leve, me leve, me leve embora, me ame com força e desespero, machuque minha boca no primeiro beijo porque queria muito, que tatue meu nome no braço mesmo sabendo que não é para sempre. Vamos fugir, vamos sumir, ser estranhos longe de todo mundo. Eu quero um amor que me puxe com força e não me dê opção senão me deixar levar, eu quero ir, eu quero ir, eu quero ir embora daqui. Eu quero um amor que me perca, me ache, me deixe tonta e confusa, eu quero, eu quero um amor que me leve, que perca, me ache, que me ganhe de cara. Que me guie, me guarde, me governe, me ilumine, me incendeie, me cause insônia e raiva e ciúme e lágrimas e febre e riso. Eu quero um amor que me canse, me canse, não canse nunca e me canse e se canse. Eu quero um amor de verdade, puro, limpo, imaculado, sagrado, que vá até o fundo, até onde ninguém foi. Eu quero um amor que me olhe nos olhos, não tenha medo de se jogar no abismo, de se jogar em mim, disposto a arder no inferno por nós. Que esteja lá não importando para onde eu queira ir. Eu quero um amor de janta e café da manhã, que não prometa nada, que não dê nada além do que for tão verdadeiro que me deixe doente, louca, rouca, suada, cansada, que arranque minha paz junto com meu coração. Eu quero um amor que me leve até o fim."

E só...


[tirei daqui]
BjO!

Reflexão...




Estes dias que estive no hospital fiquei refletindo sobre minha vida, sobre as pessoas que tenho a minha volta...
Tive momentos de solidão.
Momentos em que lágrimas teimavam em cair e molhar o meu rosto.

Olhava para o mundo lá fora, tão distante.
Foram 17 dias sem "ver a cara da rua".
Comecei a perceber algo que já sabia mas não havia sentindo tanto na pele.
Como a vida da gente é frágil, é rápida..
Passei por tanta coisa que jamais imaginaria passar.
Depender dos outros como estava dependendo.
Me sentir sozinha como me senti.
Descobrir pessoas que gostam tanto de mim de um jeito que eu não imaginava.
E descobrir a consideração de outras que eu pensava que estariam sempre comigo e se preocupariam comigo que na verdade mostraram o contrário.
Perceber quem realmente é amigo, quem realmente se importa.
É tão triste você perceber que se engana com as pessoas!
Perceber claramente quem é amigo pra tudo e quem é amigo pra "baladas".
Descobrir que quando você mais precisa as pessoas se afastam..
Somem..
Dar valor a coisas simples do dia-a-dia que às vezes não percebemos ou não damos importância.
Estou chorando novamente escrevendo estas linhas.
Dói o peito, dói a garganta.
Dói o coração.
Solidão as vezes é necessário sim, mas neste momento é tão ruim!
Machuca..

Por causa disso tudo eu resolvi rever alguns conceitos.
Mudar.
É preciso!

Beijos, colegas!

Selinhos!

Olaaa colegas da blogosfera!
Vamos aos selinhos indicados pela Evelyn do cUpCaKe AnD rOcK' rOLL




Regras:
1) Exibir o selo e as regras abaixo:Já exibidos
2) Linkar quem te deu o selo: cUpCaKe AnD rOcK' rOLL
3) Indicar três produtos dos sonhos que um dia pretenda ter

Bolsa da Lui Vuitton
Um armário lotado de sapatos de todos os tipos e cores
Um guarda-roupas lotado também..

(eu não sou tão ligaada assiiiim nesssa coisa de marcas e tal..Gosto do que fica bonito e faz me sentir bem. Meus "sonhos" mesmo são com coisas eletrônicas supermodernos e tal..Como boa aquariana que sou..gosto de novidades!)

4) Passar para quantas Blogueiras desejar

No fim do post coloco as indicadas



1. Deve exibir o selinho em seu blog

2. Postar o link do blog que te indicou

Ja postei ali em cima.. O cUpCaKe..

3. Listar 5 desejos de consumo que te deixariam mais glamurosa

Um carro ecologicamente correto com designe bem "moderno" pretinho.

e nem sei os outros 4.. É dificil!
haha

4. Indicar 10 amigas glamurosas e avisá-las que foram escolhidas

Como disse, no fim do post.



Regras:
1. Postar o selinho e as regras.
2. Responder às perguntinhas:

- Uma música mágica: Sutilmente - Skank
- Um filme mágico: O Curioso Caso de Benjamin Button
- Uma viagem mágica: Vou citar duas.. Floripa e São Thomé das letras.. Floripa foi mágico pq estava com amigas..pessoas magicas.. São Thomé é mais pelo lugar que é mágico.
- Um acessório de maquiagem mágico: Sombras O Boticário

3. Indicar o selinho para 5 blogs mágicos.
As indicadas estão no final do post



Regrinhas:

1. exibir o selinho no seu blog

2. postar as regrinhas

3. indicar o nome e o blog de quem lhe passou o selinho (Evelyn do cUpCaKe)

4) citar três motivos de doçura e elegância

- Honestidade

- Sinceridade

- Humildade, afinal, ninguém é melhor que ninguém. Somos todos iguais.

5) indicar, no mínimo, três blogs que vc considera DOCE e ELEGANTE, sem esquecer de postar o link e avisá-las!

- As indicadas estão no final do post




Regrinhas:

1) Exibir o selo e as regras (já postado)

2) Linkar quem te deu o selo - http://cupcakerock.blogspot.com

3) Indicar, na sua opinião, a nota 10 sobre:

- país: Inglaterra, Austrália (mas eu gostaria de conhecer muito outros)

- marca de batom: Não sou muito de usar batom e sim gloss.. Gosto de Natura e Boticário.

- perfume: Y de Faces de Natura e Secret Garden de Victoria's Secret

- revista de moda: Não leio muito revista de moda..Leio Galileu pq sempre tem materias sobre psciologia e outros assuntos da atualidade. Também gosto da Mente e Cérebro.

4) Mandar o endereço do msn pra gente se conectar sempre: quem quiser deixa o comentario que passo depois.

5) Indicar 5 blogs que receberão este selinho: Aí embaixo.

Audrey do Audrey disse
"Docka" do Boneca Platinada
"Fofa" do Coisas de Fofa
Déia do Depois do Divã
Janaína do Entre a Loucura e a Arte
Aline do iPointeen
Liza do Mina de Minas
ST do Psicólogo também é gente!
Vanilla do Vanilla Sky

E tem um que é do meu amigo que sei que ele não vai colocar os selinhos, mas ele merece mesmo assim. O Iccaro

Selinhos postados, blogs indicados!

BeijO, pessoas!

05/08/2009

I'm back!



Olááá pessoas!
Andei sumida né?
Vou explicar o pq...

Contando tudo do inicio, há uns 3 ou 4 anos atras, fui atropelada na cidade em que morava (Itabira). Na época, como não tinha sido nada "d+", eu fiquei consciente e talz, só senti mesmo a dor do impacto..
Não fui ao médico (pois é..adolescente acha que é de aço).
A mulher (sim,era mulher no volante..rsrs) ate queria me levar ao hospital mas eu falei que não havia necessidade.
Nos dias após o acidente eu sentia dores na coluna, especialmente na lombar.
Não me preocupei pensando ser normal devido ao impacto do carro.
Nos meses seguintes sentia às vezes aquela dorzinha mas achava que era da postura, do colchão, da academia...Portanto, nem preocupei.
Ano passado voltei para a minha cidade (Betim) para cursar faculdade e trabalhar.
Faculdade + Trabalho de caixa de loja de shopping = sentada o dia inteiro.
Quando saí da loja comecei a trabalhar de digitadora de telemarketing na Apae daqui, que é meu atual emprego.
Portanto, continuo trabalhando sentada o dia todo, porem com a diferença que não trabalho fim de semana (mas estou de licença desde maio).
No final do ano passado para esse ano comecei a sentir dores mais frequentes e em janeiro ate comecei a fazer aulas de jump, as quais eu faltava muito por causa das dores.
Até que resolvi parar pois estava jogando dinheiro fora.
A dor começou a ficar frequente demais e ate irradiava para minha perna direita.
Foi aí que resolvi procurar um médico.
Procurei um neurocirurgião que eu ja conhecia pois meu pai ja fez 4 operações de hérnia de disco. Então eu sabia que era bom...
Fui submetida a exames de raio x, tomografia, ressonância, sangue e tudo mais..
Eis que vem o resultado: FRATURA na coluna lombar.
Não sabemos ao certo se foi mesmo o acidente de anos atras ou outra coisa.
Fiz todo tipo de tratamento possível até chegar ao último recurso: a CIRURGIA.
Dia 20 de julho fui para o hospital e as 7:30 da manhã estava entrando pro bloco cirurgico. Só fui chegar ao quarto as 21:40!
Na verdade era pra eu ter saído de lá em 4 dias..
Eis que surge outro problema no dia 22: não estava conseguindo mexer a perna esquerda direito.
Quando o médico olhou, o parafuso (sim,agora tenho em mim 4 parafusos e 2 chapas de titânio) estava esbarrando no nervo e este apelou e resolveu não funcionar mais.
Volteeei pra mesa de cirurgia pra mudar o parafuso de lugar na sexta dia 24.
Até aí tudo bem.. Só que no fim de semana seguinte começou a sair dos cortes um líquido chamado líquor que passa na medula e no cérebro.
Esse trem quando vaza dá uma dor de cabeça tão forte que parecia que eu ia morrer, que a cabeça ia explodir!
Por causa disso, na terça meu médico fez uma pulsão pra drenar esse tal de líquor.. Só que na noite de terça pra quarta não drenou nada e enxarcou o curativo..
Na quarta tentaram fazer outra pulsão que também não deu certo e então voltei pro bloco pela 3ª vez em 10 dias.
Desta vez deu certo..
Até padre foi me dar a Unção dos Enfermos e recebi até passe espírita..
Estava precisando né?
Fiquei no hospital até hoje pq tenho que ficar de repouso, afinal, cortou, abriu de novo, e de novo.. Fica dificil de cicatrizar..
Terei de ficar de repouso ainda um bom tempo.
Sofri viuu.. Posso dizer que sou mesmo guerreira, pq passei por poucas e boas!
Mas o pior ja passou né?
Graças ao de lá de cima!

Bom, este post foi só pra explicar o sumiço e dizer que estou viva..
Amanhã escrevo umas coisas que fiquei refletindo estes 17 dias...
Aproveito pra agradecer a Evelyn do blog cUpCaKe AnD rOcK' rOLL pelos selinhos..
Assim que colocar tudo em ordem eu posto e faço tudo como manda o figurino!

"..Eu voltei, agora pra ficaaar.. Porque aqui...Aqui é meu lugaar.."
=D

BeijOs!

14/07/2009

Paradoxos do nosso Tempo




"O paradoxo do nosso tempo na história é que temos edifícios mais altos, mas pavios mais curtos; rodovias mais largas, mas pontos de vista mais estreitos; gastamos mais e temos menos; nós compramos demais e desfrutamos menos.

Temos casas maiores e famílias menores; mais conveniências e menos tempo; temos mais graus acadêmicos, mas menos senso; mais conhecimento e menos poder de julgamento; mais competência, porém mais problemas; mais medicina e menos saúde.

Bebemos demais, fumamos demais, gastamos de forma perdulária (sem controle), rimos de menos; dirigimos rápido demais, nos irritamos muito facilmente, ficamos acordados até tarde, acordamos cansados demais, raramente paramos para ler um livro, ficamos tempo demais diante da tv e raramente oramos.

Multiplicamos nossas posses, mas reduzimos nossos valores.Falamos demais, amamos raramente e odiamos com muita freqüencia. Aprendemos como ganhar a vida, mas não vivemos essa vida. Adicionamos anos à extensão das nossas vidas, mas não vida à extensão dos nossos anos. Já fomos à Lua e dela voltamos, mas temos dificuldade em atravessar a rua e nos encontrarmos com nosso vizinho.

Conquistamos o espaço exterior, mas não nosso espaço interior. Fizemos coisas maiores, mas não coisas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos nossa alma. Dividimos o átomo, mas não nossos preconceitos. Escrevemos mais, mas aprendemos menos. Planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a correr contra o tempo, mas não a esperar com paciência. Temos maiores rendimentos, mas menor padrão moral. Temos mais comidas e menos apaziguamento. Construímos mais computadores para armazenar mais informações para produzir mais cópias do que nunca, mas temos menos comunicação. Tivemos avanço na quantidade, mas não em qualidade.

Esses são tempos de refeições rápidas e digestão lenta; homens altos e caráter baixo; lucros expressivos, mas relacionamentos rasos. Estes são tempos em que se almeja a paz mundial, mas perdura a guerra nos lares; temos mais lazer, mas menos diversão; maior variedade de tipos de comidas, e menos nutrição. São dias de duas fontes de renda, mas de mais divórcios; de residências mais belas e lares quebrados.

São dias de viagens rápidas, fraldas descartáveis, moralidade também descartável, ficadas de uma só noite, corpos acima do peso, e pílulas que fazem de tudo: emagrecer, alegrar, aquietar, matar.
É um tempo em que há muito nas vitrines e nada no estoque; um tempo em que a tecnologia pode levar-lhe estas palavras e você pode escolher entre fazer alguma diferença, ou simplesmente clicar em [X]."

Já fiz a minha escolha.
E você?

Envie este texto aos seus amigos..Copie e envie por email, ou mande o link deste post.

Parando pra pensar neste texto, podemos perceber como somos hipócritas..
Nunca estamos satisfeitos com o que temos.
Não que seja ruim buscar os nossos sonhos, mas já pensou em agradecer pelo que tem hoje?
Há tanta gente por aí que gostaria de estar no seu lugar..
Infelizmente o ser humano de hoje é egocêntrico, materialista..
Hoje são raras as pessoas que lutam pelo direito de todos.
Eu digo que nasci na época errada.
Eu queria ter participado daqueles movimentos estudantis, ir à rua lutando pelos nossos direitos coletivos.
Hoje as pessoas ou reclamam e não fazem nada, ou simplesmente não se importam.
Se revoltam mas não fazem nada para mudar esta realidade.
Estamos na era de seres individualistas.
Sociedade pós-moderna..

Isso é triste.

Beijos!

11/07/2009

Como roubar um coração



"..Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto,
não se alcança o coração de alguém com pressa.
Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado.
Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.
Conquistar um coração de verdade dá trabalho,
requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança.
É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade.
Para se conquistar um coração definitivamente
tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos.
Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes,
que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.
...e então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele,
vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco.
Uma metade de alguém que será guiada por nós
e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração.
Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria.
Baterá descompassado muitas vezes e sabe por que?
Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós.
Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava.
... e é assim que se rouba um coração, fácil não?
Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade,
a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então!
E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida afora que dizem que nunca mais conseguirão amar alguém... É simples...
É porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você."

[Luís Fernando Veríssimo]

Achei lindissimo.
Meu coração já foi roubado diversas vezes..
Hoje não sei exatamente onde está..
Tá meio vazio, as vezes inquieto, as vezes calado.
De vez em quando dói tanto que acho que vou ter um ataque.
E as vezes dispara só com lembranças que insistem em voltar.

Fazer o que né? Segurar até que alguém resolva trazer a outra metade dele!
Solidão as vezes é necessário para cuidar de nós mesmos.
Juntar nossos cacos, arrumar a bagunça..
Mas como faz falta ter alguém que nos acompanhe!
Ainda bem que existem os amigos..
E quanto a isso, posso dar graças a Deus pelos que tenho.
São meus amores, meus irmãos, pedaços de minha alma!

Ps: continuo oscilante.. aff!

Beijos!

Oscilando..

Hoje estou querendo ficar mais quieta..
mais no meu canto..
Mal entrei na net, nem saí de casa..
Estou sozinha com meu cachorro...
Acho que estou um pouco anti-social hoje, sei lá..
Então é melhor ficar na minha, não é mesmo?



"Humor oscilante
Uma hora rindo por nada
de repente, olhos cheios d'água
Coração apertado
Respiração ofegante.
Numa mão um cigarro,
a outra segura uma caneta que escorrega sobre uma folha
desenhando estes versos.

Pensamentos que surgem
Que mudam
Que distraem.

E eu, oscilando como sempre."

[by Rah]

Bom, sempre gostei de escrever.
Escrevo coisas que simplesmente saem, escrevo pra desabafar,
escrevo para fazer alguém rir,
escrevo para fazer alguém chorar,
e escrevo para fazer alguém pensar.
E assim como escrevo coisas que vem à mente, também anoto
coisas que me agradam, frases que me tocam.
Muitas escutei em sala de aula (curso psicologia)
e outras li por aí..Em livros, ou na net.
Hoje resolvi colocar algumas.
E de vez em quando coloco mais.


"A coisa mais fácil de se fazer é dar um conselho.
A mais difícil? Conhecer a si prórpio."
[Tales de Mileto]

"As lágrimas são o sangue da alma." [Sto. Agostinho]

"É fácil apagar as pegadas. Difícil é andar sem pisar no chão."
[Lao Tsé]

"Eu vou aonde me leva o meu pensamento.
Talvez chegue à paz do meu coração."


Beijos!

09/07/2009

O mistério da Folhinha Verde



Zé namorava Maria há 5 anos. Uma moreninha de corpo escultural,
bundinha perfeita, peitinho durinho e olhar para cima...
Simplesmente as medidas de uma deusa grega.
Só havia um problema para José: até hoje Maria não tinha liberado
nada mais que uns amassos.
Um dia, os dois a rolar pelo sofá, pega aqui, pega ali, mão naquilo,
aquilo na mão, etc., José começou a tirar a blusinha de Maria, abriu
sua calça e quando achou que finalmente ia rolar, Maria cortou o barato
falando:

- José, eu sou moça de família. Só vou transar com você depois de casar.
Quando isso acontecer, até folhinha verde eu farei com você.


Sem entender o que era 'folhinha verde' José levantou-se e saiu.
Foi à casa de Joana, uma loirinha aguada que era um caso antigo dele,
daquelas que liberava geral.
Ao chegar José não pensou duas vezes e foi logo para cima de Joana.
Rola prá cá, rola prá lá, depois de várias posições
ele não pensou mais e disse:

- Joana, não acha que já estamos sem muitas idéias para nossas transas?
- Também acho, Morzinho.
- Então, quem sabe você poderia fazer uma folhinha verde?


Joana ficou branca e logo gritou:

- QUEM VOCÊ PENSA QUE SOU? POSSO SER SUA AMANTE, FAZER
TODO TIPO DE SACANAGEM, MAS VOCÊ ESTA ACHANDO QUE SOU DESSAS QUE FAZEM FOLHINHA VERDE?
!

A moça enfiou a mão na cara do coitado!

- FORA DAQUI, JÁ!!

Jogou tudo o que tinha em cima de José , que não teve alternativa
a não ser sair correndo, com as calças na mão.
No dia seguinte José foi para o trabalho, mas não parava de pensar
como deveria ser a tal 'folhinha verde'...
Claro que não perguntou para nenhum amigo, pois não queria passar
vergonha.A solução seria uma visita a um puteiro.
Para lá se dirigiu, à noite. Depois de beber umas e outras, sentiu-se
preparado e chamou uma das 'garotas', linda, de parar o trânsito.
Ao chegar ao quarto foi logo perguntando:

- Você faz realmente tudo?
- Claro. Estou aqui pra isso, fofinho.
- Qualquer coisa, mesmo?
- Sendo franca: estou aqui para ganhar dinheiro e faço tudo o que
for preciso, o que você quiser.
- Então vamos começar logo com a folhinha verde?


Sem pensar, a putinha tascou um tremendo tapa na cara de José e
foi gritando:

- SEU SEM VERGONHA. SOU PUTA, MAS NÃO SOU
QUALQUER UMA, VIU! QUEM VOCÊ PENSA QUE EU SOU?!!!


Meteu a mão na cara do coitado e continuou gritando, enquanto fora
do quarto todo o mundo escutava seus berros.
Sem entender o que estava acontecendo o 'segurança' (vamos ser francos, o
cafetão do local) invade o quarto, irritado, pergunta:

- O que está acontecendo aqui?
- Meu caro, eu só perguntei se ela fazia de tudo.
- respondeu José.
- Ora, aqui todas fazem de tudo. Não estou entendendo. - disse o cafetão.
- Mas, quando eu pedi para ela fazer folhinha
verde ela enlouqueceu, e..
.

Sem deixar José concluir a frase o cafetão saca revólver e vai berrando:

- AQUI É UM PUTEIRO DE RESPEITO, MINHAS
MENINAS NÃO SÃO DESSE TIPO. SAIA DAQUI, SEU FILHO-DA-PUTA, SENÃO TE FURO O RABO!!!


E José, novamente sem ter escolha, saiu correndo e foi para a casa de Maria.
Ao chegar, falou:

- Maria, case comigo, agora, por favor. - afinal, José não agüentava mais não saber o que era folhinha verde.

Dois dias depois casaram-se e foram para a lua de mel. José esperançoso.
Mas no caminho da lua de mel, sofreram um acidente e Maria morreu.
Até hoje José chora... Não de saudade, e sim de raiva, pois não conseguiu
descobrir o que é folhinha verde.

E NÓS, também, vamos ficar com raiva. Afinal, se José não descobriu
o que é folhinha verde, muito menos eu, que só recebi este texto em um
email de um fdp que também não sabia, e perdi um tempão lendo a porra e
não descobri o que é essa merda de folhinha verde.

Então pensei, 'Por que não dividir a frustração com vocês? '

hahhahaha

Beeeijos!

05/07/2009

Para alguém especial




O post de hoje é dedicado ao meu amigo e amor Lucas..
O homem com quem me casaria se não fossemos amigos.
^^

Você, Lucão, é uma das pessoas mais incríveis que já conheci.
Que sente as mesmas dores que eu, um dos raros homens com sensibilidade,
com moral, inteligente, carinhoso, que não perde o humor nunca, mesmo sentindo o coração sangrar.
Uma pessoa que tem que sentimentos e demonstra isso.
É o homem que qualquer mulher gostaria pra casar.
É alguém pra quem desejo mesmo, literalmente, toda a felicidade do mundo.
Uma pessoa que merece demais ser feliz e ser realizado.
A amizade e a lealdade residem numa identidade de almas raramente encontrada.
E é isso que sinto.
Nossas almas são irmãs.
O carinho que sinto por você é enorme, de um tamanho que nada pode medir.
És alguém que faz diferença na minha vida.
Alguém que levarei sempre guardadinho dentro do coração.
Que me faz sorrir, que ja me viu chorar, que já cuidou de mim em momentos de "porre" (nem gosto de lembrar! haha), que é mais que amigo...
Diz as coisas certas nos momentos certos..
É isso e muito mais coisas que não tem como escrever aqui, que te tornam a pessoa especial que você é.

Essencial na minha vida...


"Hoje é um momento especial de renovação para sua alma e seu espírito, porque Deus, na sua infinita sabedoria, deu à natureza, a capacidade de desabrochar a cada nova estação e a nós capacidade de recomeçar a cada ano.
Desejo a você, um ano cheio de amor e de alegrias.
Afinal fazer aniversário é ter a chance de fazer novos amigos, ajudar mais pessoas, aprender e ensinar novas lições, vivenciar outras dores e suportar velhos problemas.
Sorrir novos motivos e chorar outros, porque, amar o próximo é dar mais amparo, rezar mais preces e agradecer mais vezes.
Fazer Aniversário é amadurecer um pouco mais e olhar a vida como uma dádiva de Deus.
É ser grato, reconhecido, forte, destemido.
É ser rima, é ser verso, é ver Deus no universo;
Parabéns a você nesse dia tão grandioso."

E pela conversa que tivemos esses dias anteriores..
"..E ainda se vier noites traiçoeiras,
Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo..
O mundo pode até fazer você chorar mas Deus te quer sorrindo."

e eu também..
Não se esqueça nunca o quanto amo você.
Que papai do céu ilumine o seu caminho sempre,
que te dê forças para carregar o seu fardo,
que dê sabedoria para enfrentar as dificuldades que tiver que enfrentar,
que dê apoio para atravessar os obstáculos que surgirem,
que conserve este sorriso em seu rosto,
e que te dê sempre muito amor.
Você tem muitas pessoas que te amam...
Isso é o que importa.

Agradeço a Deus por ter colocado você em meu caminho e por ter sua amizade..