24/06/2011

Palavras que saem como lágrimas




Será tão difícil assim tentar compreender o que sinto?
Ou melhor, será que é possível se importar com o que sinto?
Não brinco quando digo que me chateia, que me machuca, que me dói.
Dói sim.
Dói fundo.
Forma um buraco imenso.
Não só dentro de mim, mas entre nós.
E o medo que tenho é que este buraco cresça cada vez mais.
Eu tento jogar terra por cima, mas você está com a pá nas mãos.
Você é quem tem o poder de aumentá-lo ou acabar com ele.

Parar de ficar alimentando estas coisas que só fazem nos afastar e me machucar.
Não é besteira minha.
Eu sinto, poxa!
Se sinto é porque gosto de ti!
É tão difícil enxergar isso?
Por que não me deixa gostar direito?
Por que impõe esta barreira?

Já demos tantos passos, por que não ir adiante? Por que carregar um peso tão grande conosco?

Eu tenho sim medo que isto acabe. O tempo todo.

Mas você parece não ter. As vezes parece nem se importar se isto vier a acontecer.
Acho que deveria pensar nisso, pois por mais que eu sinta, por mais que eu goste, por mais que esteja apaixonada e queira você do meu lado com todos seus defeitos (sim, vc tem!) e suas qualidades e seu passado que persegue, eu não sei até quando aguento a presença fantasma do teu passado, a incerteza do quanto te tenho, etc.

Incertezas fazem parte da gente.
Mas a gente precisa de um pouco de segurança e amor pra se sentir feliz, pra amar de verdade, pra se dar por inteiro, pra viver.

Talvez você leia..
Talvez não.
Estou escrevendo pra não chorar (como você sabe que faço sempre).
E eu nem quero que você comente nada disso comigo. Só que leia e pense.
Tente me entender um pouco.
É só isso que te peço agora.
_________________________________________________

“Chegue bem perto de mim. Me olhe, me toque, me diga qualquer coisa. Ou não diga nada, mas chegue mais perto. Não seja idiota, não deixe isso se perder, virar poeira, virar nada. Daqui há pouco você vai crescer e achar tudo isso ridículo. Antes que tudo se perca, enquanto ainda posso dizer sim, por favor, chegue mais perto“


[Caio Fernando Abreu]

Um comentário:

Desabafando disse...

Acho que ele deveria ler mesmo. Acredito que muitos conflitos de relacionamento ocorram porque o outro nem sempre consegue enxergar o que vai dentro de nós, ai precisamos ser claros e contar ao invés de imaginar que o outro sabe.