23/12/2011

O que eu também não entendo.


"(...)Eu peço a Deus paciência, peço a Deus amor,acho que se ele me concedesse isso, eu seria a mulher mais feliz do mundo. Porque além dos sentimentos mais lindos, eu teria o amor que eu sonhei pra mim. Acho que amor mesmo é quando você não sabe porque está com aquela pessoa, não sabe porque a ama. Você só sabe que ama. Com os defeitos, com as manias, até mesmo com a frieza. Até mesmo com o cabelo estranho, com o rosto com cheiro de enxofre por conta do tratamento de espinhas, mesmo ele fazendo coisas que você não gosta e não aceita. E continua não aceitando, isso gera briga, discussão, isso cansa, isso desgasta, mas o que você quer é estar do lado dele. Mesmo você não entendendo o porque dele ser daquele jeito, meio distante, meio calado, meio meio... mas é difícil imaginar outra pessoa. Até porque existem coisas que parecem ser feitas sob medida pra você. E é assim que eu tenho percebido. E da próxima vez que eu te mandar embora, não seja idiota o suficiente pra ir. Porque por mais raiva que possa estar de você, nada é mais bonito do que quando você me abraça e sorri pra mim.(...)"

Parece feito sob medida pra mim este texto também!

Peguei da Andressa, minha flor!

:)

Um comentário:

Andressa. disse...

Sempre choro quando eu leio esse texto :/