31/12/2012

Enterrando 2012


Nunca desejei tanto o final de um ano como o deste.
As tais profecias sobre o fim do mundo, sempre achei engraçadamente estranhas, mas desde o primeiro dia do ano e compilando com vários outros acontecimentos ruins ao longo deste, acabei por ter minhas duvidas...
E algumas vezes, confesso, até desejei que fosse verdade, que o mundo acabasse e com ele tudo de ruim seria levado, apagado.
Definitivamente, este não foi "meu ano".
Pode parecer um pouco de drama, afinal, a vida não é feita só de momentos ruins. Mas na boa, foi caprichado esse ano, viu!
Perdi o meu ponto de equilíbrio por diversas vezes, e nem sei ao certo se já o encontrei...
Tudo parecia uma bagunça, um pesadelo sem fim.
E aquela pergunta típica era a que mais ressoava: "por que, meu Deus?"

Mas no fim, as coisas vão se encaixando novamente, como se fosse Deus respondendo que era preciso, que fui forte o suficiente e que as 'recompensas' viriam.
As memórias ruins não podem ser apagadas.
Não vou esquecer o terrível 2012 que tive, mas vou me lembrar principalmente dos aprendizados, do amadurecimento, do levantar após as quedas, e que há sempre um novo dia.
E um novo ano.

Hoje, digo com todo o meu fôlego: Adeus ano velho! Que venha o ano novo...
Cheio de novas oportunidades...
Com muito amor, muitas alegrias e realizações.

"A vida é um constante abrir e fechar de ciclos e, exagerando um pouquinho, dá para dizer que ao longo da estrada a gente vê o mundo acabar (e recomeçar) algumas vezes. A gente morre e renasce a cada queda – eis a (des)graça de existir! Esqueça aquela história de cultivar o jardim para contar com as borboletas... O segredo, o grande segredo, é aprender a ressurgir cada vez que seu mundo acabar."

Agradeço a Deus pela minha família, meus amigos, meu amor (que mesmo com tanta confusão em nossas vidas, nós nunca nos separamos afinal), pelos colegas e mestres da PUC, e por todas as alegrias que ainda me reserva.


24/12/2012

O amor nos torna patéticos.


"Existem sentimentos que nos levam a fazer coisas inacreditáveis, inimagináveis e até, por vezes, patéticas. Colocam à prova nossas convicções, nossa capacidade de suportar a dor, a pressão e a angústia, só para deixar bem claro que somos bem maiores do que um dia achamos ser. Assim, a gente olha pra trás e vê o quão longe chegamos.

Tem coisas que simplesmente não devem ser explicadas, mas que, às vezes, dão vontade de explicar."

06/12/2012

Novembro Louco. Dezembro Manso.


Quase um mês sem aparecer, sem postar,
Não que não tivesse o que escrever..
Mas sabe quando resolve dar um tempo de umas coisas?
Pra escrever precisava parar, pensar, por pra fora.
E não era o que queria. Algumas coisas preferia deixar guardadas mesmo.
Não estava num momento bacana pra 'jogar tudo aos ventos'.
Estava tudo uma bagunça nesse mês de novembro louco...
Fim do curso, organização de "Aula da Saudade" (um evento que fazemos para relembrar os 5 anos de curso), relacionamentos terminando e recomeçando, desencontros e reencontros, confusões internas, como sempre... Amor..
Mas enfim chegou dezembro.
E com ele, a calmaria. Ao menos parece...
Algumas coisas começam a tomar seu lugar.
Meu coração volta a bater no ritmo certo, exceto pelas aceleradas que dá ao lembrar que em janeiro me torno oficialmente uma Psicóloga.
Esse ano foi bem doido...
Estou contando os dias para que chegue ao fim e com ele, as coisas ruins.
Tenho sonhos e planos pra 2013.
E Deus abençoe que tudo dê certo!

Que as lágrimas que caírem, sejam de alegria, escorrendo sobre meu sorriso largo.
Afinal, como dizia o ilustríssimo Oscar Niemeyer

"A vida é um sopro".

09/11/2012

Amem.



Ouça aqui, mocinha. Não fique pensando que o mundo lhe pertence não. Não caia nessa onda. E outra coisa – não se esforce. Pelo o menos não tanto. Não fique ai remando contra a maré, dando murro em ponta de faca. Veja – se não fora pra ser, não vai ser. Acredite em mim. Coisa boba essa sua tentativa de ir além. E olhe, eu não estou pedindo pra você desistir não, não é isso. Eu só quero que você pense mais, que leia mais. Que tenha argumentos melhores. Você está muito nova ainda. Cresce!

Caio Fernando Abreu



"Senhor, dai-me forças para mudar aquilo que pode e deve ser mudado, serenidade para aceitar o que não pode ser mudado e, acima de tudo, sabedoria para saber distinguir uma coisa da outra."

02/11/2012

Da incerteza da vida.


Nada na vida é certo. Nada além do fato de que todos iremos morrer algum dia.
Mas até mesmo a morte, é de certa forma incerta, por não sabermos quando virá.
Em um minuto cabe muita coisa. 
Pessoas nascem e morrem, palavras são ditas, declarações feitas, amores desfeitos, perdão, partidas, despedidas, reencontros....
O tempo é algo incrível.
Nos permite curar dores e morrer de saudades.
Fortalecer amores ou adormecê-los, apagá-los. Como se apaga uma fogueira.

Se as dores e os amores não são eternos, o medo também não é.
Depende de nós por quanto tempo deixamos que ele domine.
Ele pode ser o gatilho necessário para que haja coragem e força para reagir em certas situações, ou pode paralisar em outras das quais nos arrependeríamos pelo resto da vida.

O medo as vezes nos impede de viver.

Tenho medo da vida, da morte, da incerteza do que está por vir.
Mas tenho muito mais dos "Se's".

29/10/2012

Amores [Im]perfeitos


Em uma sessão de terapia em família com um casal que está passando por uma crise no relacionamento, disse uma coisa que acho que serve pra todos nós.


Criamos expectativas demais nos relacionamentos e diante de qualquer dificuldade, as vezes pensamos em desistir, porque aquela pessoa 'não é quem eu pensava'.

O que eu disse foi que os relacionamentos não são perfeitos porque as pessoas não são perfeitas.

Relações dão certo se as pessoas envolvidas estiverem dispostas a fazer dar certo, a fazer funcionar.
Se o sentimento que existe é suficiente, a tentativa é valida.
Porque tentar uma coisa que já não tem razão de ser, é desperdício.
De energia, de tempo... 
Se ainda resta alguma razão, alguma chama, se ambos querem, a fogueira pode sim reacender e se manter e aquecer.
Mas é preciso que os dois coloquem lenha, alimentem.
É como remar um barco numa corredeira.
Fica mais fácil se as duas pessoas remarem.
Se só uma fizer isso, o risco de o barco virar é bem maior.

A questão é: estão dispostos? Podem remar juntos?
________________________
Mentira se eu disser
Que não penso mais em você
E quantas páginas o amor já mereceu
Os filósofos não dizem nada
Que eu não possa dizer

(...)

Sei que amores imperfeitos
 São as flores da estação.

21/10/2012

O Eterno que acabou


Hoje me bateu uma enorme saudade de pessoas que não estão mais presentes em minha vida.
Relendo cartas, revendo fotos, relembrando memórias..
Objetos guardados com carinho de uma época feliz.
Experimentei colocar aquela aliança com os dizeres 'amor eterno'.
Hoje ela está mais larga... Não me lembro se já era assim naquele tempo...
Algumas lágrimas escorreram.
Por lembrar de promessas feitas, brincadeiras, palavras, momentos felizes, de um amor 'eterno' que ficou para trás.
Nada é eterno.
Nem os amores e nem as dores.

Mas é bom saber que já fui amada daquela maneira.

Que havia alguém que largaria tudo e todos por mim, que as coisas e os lugares só eram mais agradáveis se estivesse ao meu lado, que me tinha como uma companheira, que acreditava e lutava por mim, era parceiro, amigo, amante... Era alguém em quem podia confiar. Que não tinha medo de me amar e demonstrar isso.
Gritava para o mundo ouvir. Mesmo que parecesse um bobo ou um louco...
Era aquele que viria correndo de onde estivesse se eu chamasse.
Que fazia de tudo para estar comigo...

Mas deixamos isso acabar.
Deixamos que outras pessoas interferissem.
Que a distância atrapalhasse...
E o que era eterno, acabou.

Mesmo assim, obrigada por ter me feito uma mulher tão amada e tão feliz.
Espero poder amar e ser amada assim novamente.

12/10/2012

Infância: do que sente mais falta?



Não posso dizer que na minha infância não tinha responsabilidades. Sempre as tive.
Claro que bem menos que hoje...
Mas com certeza, não tinha tantas preocupações, tantas dores de cabeça, no corpo, no coração... 
Era mais fácil sonhar.
Era mais fácil acreditar.
Em contos de fadas, em um mundo melhor e mais feliz, em pessoas, no amor, na amizade sincera, no papai noel que iria deixar um presente bacana pra mim no natal porque fui uma boa menina, na boa intenção daqueles que te sorriem.

E é disso que as vezes sinto mais falta da minha infância:
a inocência.

04/10/2012

“Vez em quando sumo dos outros, vez ou outra me faço de louca e sumo de mim.”

Vez em quando é preciso se manter ausente para que sintam a falta da sua presença.

Ted e Hugo



“Acho que todo mundo precisa de esconderijo. Não fujo, mas vezenquando me escondo porque preciso da minha paz, preciso ler minhas frases silenciosas. Palavra pra mim é a coisa mais séria e bonita que existe. Preciso delas ao meu lado, sublinhadas. Tenho esse lado infantil de correr para o colo da mãe, acender a luz do corredor e não caminhar no escuro. Gosto da luz, do mundo claro. Em compensação, amo noites e estrelas.”

~ Clarissa Corrêa


nota: Ted e Hugo são meus ursos companheiros, que junto ao meu poodle Nick, me escutam, me 'aturam', me acolhem, se molham com minhas lágrimas e abafam o som do meu choro. Além disso, sim, durmo com os dois. rs. 


__________________________________________________________________________
Três pedrinhas de gelo no coração. Será que isso é suficiente para a gente começar a sentir menos?

18/09/2012

Entre razões e emoções



E aos poucos a vida te mostra que ainda há muitas outras razões para sorrir.

'Entre razões e emoções a saída é fazer valer a pena.'

09/09/2012

momento x vida



Falando por experiência própria:
Nunca troque o que mais quer na vida pelo que mais quer no momento.
Os momentos são passageiros.As coisas mudam.
A gente perde as melhores oportunidades de ser feliz por causa de momentos assim.
E aí, puft! Já era...
Os momentos e as oportunidades.
Ficamos sem ambos.
Momentos vão e vem, é verdade.
Mas o amargo de ter abrido mão de algo que queria pra vida ficará pra sempre.

Desde que deixei uma oportunidade dessas assim passar, venho tentando não sentir mais aquele gosto amargo (que por acaso, ainda resta um pouco com uma certa dorzinha...).
Faço o que posso e as vezes até o que não posso quando existe certeza.
Mas nem tudo depende só de mim.

Então volto meus olhos para as outras oportunidades que estão por aí. 
Estas são incertas, mas existem.

Tudo o que preciso é encontrar algo/alguma que me faça bem e feliz. 
Que me faça sorrir 'sem motivo' de novo.

Chega de lágrimas. Quero sorrisos, gargalhadas, abraços, beijos, olhares, sms, tardes chuvosas debaixo das cobertas, tarde de sol num parque ou num bar com amigos, quero ser beijada, desejada, vista, querida. Seja por quem e com quem for...

Palavras são ótimas. Amo palavras. Mas se não vem com atitudes não adianta.
Não me venha pela metade. Me venha por inteiro.

07/09/2012



"Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa. […] E se ela se afogar, se recupera. […] E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça - que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário... por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo."

- Caio F.

Não por ser forte, mas por saber que sou fraca o suficiente pra amar ao invés de odiar.

01/09/2012

Enfim, Setembro!



Que Setembro venha, e me traga a paz que tanto almejo.

Que me traga sorrisos, me traga felicidades,


Me traga desafios e força para vence-los.



Que me traga vontade de beijar, de abraçar, de amar...

Que me traga você; 


Que me traga de você.

Que me faça sonhar, e alcançar meus objetivos.


Acima de tudo,

Que Setembro me traga de volta de onde eu me abandonei,

Fazendo-me voltar ao lugar onde nunca deveria ter saído:

Dentro de mim. 




Que me faça ser eu mesma novamente.

E que se faça assim a cada mês.
Cada dia,
E cada acordar.
Amém.

30/08/2012

Quando o amor é suficiente?


Pergunta da semana: Quando o amor é suficiente?

Quando e quanto vale a pena? Você abriria mão de alguém que acredita ser o amor de sua vida por sua carreira profissional?
Abriria mão deste grande amor por coisas passageiras?


Eu já abri uma vez. 
E hoje sei que tudo poderia ter sido diferente se tivesse tentado.
Hoje sei que aquele amor não tem volta. Vai ficar pra sempre ali, guardado na memória do que poderia ter sido. Em meio aos outros 'Se's que carrego.
Segui minha vida, segui o caminho que escolhi e estou seguindo.
Mas pra sempre vai ficar aquela sombra de dúvida.

Não gostaria disso de novo em minha vida.
Mas certas coisas não dependem de nós.
Fazemos escolhas em nossas vidas que muitas vezes somos forçados a fazer pelas escolhas que os outros fizeram.
E as consequências são para todos os envolvidos. Para uns mais que para outros...
Tenho as minhas. Mais alguns Se's pra carregar.
Espero que um dia alguns destes possam ser respondidos.

28/08/2012

É estranho...
Mas as vezes o maior medo é perceber que o caminho que estou seguindo é seguro o suficiente e que tudo já se curou. 


‎(¯`v´¯)
`·.¸.·´

☻/
/▌~'______________________________________________
./\.______________________________________________

26/08/2012

Síndrome dos 20 e poucos anos



Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos. Dá-se conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado(a) etc. E cada vez desfruta mais dessa Cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco. As multidões já não são ‘tão divertidas’, às vezes até te incomodam.

Mas começa a se dar conta de que enquanto alguns eram verdadeiros amigos, outros não eram tão especiais depois de tudo. Você começa a perceber que algumas pessoas são egoístas e que, talvez, esses amigos que você acreditava serem próximos não são exatamente as melhores pessoas. Ri com mais vontade, mas chora com menos lágrimas e mais dor. Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto e te achou o maior infantil, pôde lhe fazer tanto mal. Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar, e isso assusta!

Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado e significa muito dinheiro para seu pequeno salário. Olha para o seu trabalho e, talvez, não esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo.

Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que não quer. Suas opiniões se tornam mais fortes. Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é. Às vezes, você se sente genial e invencível, outras… Apenas com medo e confuso.

De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro… E com construir uma vida para você. E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela.

O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse texto nos identificamos com ele. Todos nós que temos ‘vinte e tantos’ e gostaríamos de voltar aos 15-16 algumas vezes. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça…


Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos… Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro. Parece que foi ontem que tínhamos 16…
Então, amanha teremos 30. Assim tão rápido.

Autor desconhecido


Vi no Caio Braz

21/08/2012


As vezes é preciso aprender a desconstruir para reconstruir.
Desmoronar para reerguer.
As borboletas mais lindas precisaram passar por um grande processo antes de bater asas.
As dores passam. As tempestades passam. As feridas se curam e cicatrizam. O aprendizado fica.
E a gente acrescenta mais uma cor em nossas asas.



______________
-Das coisas mais simples é que sinto mais falta.

20/08/2012

Take It All



Essa é uma das mais belas músicas da Adele que já ouvi.
Apaixonei e me encaixei. rs. :)

17/08/2012

Que sejam doces os meus sonhos e minhas realizações!




Quanto mais a gente cresce, mais os sonhos também crescem.

Estou entrando num final de ciclo e início de outro.
Uma nova fase de vida.
E com ela, novos planos.
No final deste ano, me torno finalmente uma psicóloga.
Foram cinco árduos e belos anos.
Sempre imaginei o que faria quando acabasse e o desespero toma conta, afinal, deixo de ser uma estudante e passo a ser uma profissional 'desempregada'.
Mas nos últimos dias vários projetos tem surgido e acredito que Deus irá abençoar meus caminhos.
Tudo isso não foi em vão.
E tendo as pessoas que amo ao meu lado, meu suporte, tenho a força que preciso pra superar os obstáculos que podem surgir.

"Que seja doce, que seja doce, que seja doce...."

11/08/2012

É hora de escrever outras histórias.


Depois de tanta luta, depois de tanto tempo, a gente cansa.
Porque dar murro em ponta de faca e 'empurrar com a barriga' não é exatamente saudável, não é? Para nenhum de nós.
Então depois de tanto tempo tentando acreditar em mínimos sinais de que valeria a pena só mais um pouco, só mais uma tentativa, só mais um tempo, só mais uma chance, a gente percebe que as chances já foram tantas... 
Essa história já teve tantas vírgulas e ponto-parágrafo que não sei mais onde foi o começo e o meio.
Mas chega a hora de um ponto final.
Um ponto final para que outras histórias possam ser escritas.
Já não dói tanto como antes.
Hoje o que há é um sentimento de tristeza, de lamentação, daqueles que a gente sente em todo final de história. Principalmente se a história não termina como a gente espera.

Mas a vida não é assim mesmo?

Não há dor ou ressentimento.
Ao contrário, há um afeto enorme, um desejo muito grande de que mesmo que os caminhos sejam outros, sejam caminhos menos cheios de obstáculos. E que a gente possa se esbarrar vez ou outra, afinal, quem disse que disso tudo não poderia nascer uma boa amizade?
E se for pra ser, o destino vai se encarregar disso.
Não eu, não hoje, não agora.

Porque agora eu estou seguindo em frente. Armadura vestida, escudo em punho.
Não vai ser fácil, eu sei. Mas nunca foi.

Me cuido.
Te cuida.


"Daqui a 50 anos eu ainda vou saber seu nome e vou me lembrar de todas as vezes que você me fez sorrir."
- caio f.


08/08/2012

Lispetacularmente falando de saudades

Saudades

-Clarice Lispector

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.

Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...

07/08/2012





Em uma época em que os desejos duram o tempo de uma 

estação,

amar virou coisa de gente corajosa.

(Fernanda Mello)






05/08/2012

Eu te desejo:


Uma das minhas favoritas! :)

02/08/2012




Se é nos detalhes que alguém, aos poucos me ganha,  
Tenha certeza: é também neles que aos poucos me perde.
Sacou? ;)



27/07/2012

Sapo Encantado


Por mais que toda mulher deseje um príncipe encantado montado num cavalo branco, estes não existem, pois não existem homens perfeitos.
Existem 'sapos encantados'.
Os sapos encantados sabem agir como príncipes, sabem te fazer sentir como princesas.
Eles são cheios de defeitos, as vezes parece que realmente foram 'amaldiçoados' por alguma bruxa, e a gente fica torcendo pra que um beijo nosso baste para quebrar o feitiço.

Eu tenho um sapo encantado.
Não sei se ele pode virar príncipe, mas sei que ele sabe ser um.
Não sei se serei sua princesa, mas as vezes me sinto como se fosse.
Sei também que nossa história não é lá um conto de fadas.
Mas espero que tenha um final feliz.

21/07/2012

Coisas que só tempo me ensinou



E com o tempo você aprende, que não adianta tratar com prioridade aqueles que só te tratam como opção.
Aprende que vez em quando ouvir um 'Eu te amo' faz uma falta danada.
Aprende que por mais amigos que faça, os velhos amigos conhecem um lado seu que ninguém vai conhecer.
Aprende que as vezes seus amigos te conhecem melhor que você mesmo.
Aprende também que com o tempo você muda, seus sentimentos mudam, seus sonhos mudam, seus desejos mudam, e as pessoas que estarão com você também serão outras.
Você aprende que algumas escolhas tomadas não tem volta, mas outras podem sim serem refeitas.
E você aprende que com o tempo e só com ele as coisas que tem que se ajeitar irão se ajeitar. E as que não tem conserto, estas você tem que deixar ir.
Porque não adianta guardar sapato que não serve mais.



.rah


18/07/2012

a-Deus

E aí você percebe que o tempo passou realmente.
A oportunidade foi perdida.
Algumas coisas não voltam. Não podem. Não devem.
Precisam continuar apenas na lembrança.
Este é o melhor lugar para elas agora.
Nos resta apenas um a-Deus.

16/07/2012

Do meu muro de lamentações


Chega um tempo que você lamenta a infância ter passado. Não pelo tempo e pelas coisas que vive hoje, mas pelas coisas que viveu na época não terem sido valorizadas como deveriam. Lamenta também pelas pessoas que acreditava que estariam para sempre ao seu lado hoje estarem tão distantes de ti que nem as reconhece direito mais, mesmo aquelas que são do seu próprio sangue. Lamenta que algumas coisas por mais que você tente, não tenham conserto. E que afinal, não cabe a você tentar consertar. E chegará um dia em que estas mesmas pessoas irão lamentar muito mais que você.

09/07/2012


Quando a gente gosta é claro que a gente cuida. E nos preocupamos com qualquer coisa que pareça uma 'ameaça'. Porque só a ideia de perder, incomoda como uma farpa que não sai e lateja. Como um caco de vidro no pé.
Não é falta de confiança. É '
cuidado'.
;
)

06/07/2012

Pedra que brilhou muito.


"Se eu ganho um beijo seu eu vou até o céu (...)"

Assim como essa música me traz boas recordações, estar em Itabira ('pedra que brilha')
me faz lembrar de uma época muito boa em minha vida.
Em cada canto tenho uma lembrança boa, engraçada,
de um tempo que as preocupações eram outras,
que tinha tempo para quase tudo, 
que ria muito com os amigos,
que amava muito.
Um tempo que se pudesse, voltaria para viver ao menos um dia.
Hoje estamos 'crescidos' e mais responsáveis, cheios de preocupações.
Os amigos continuam amigos, só que mais distantes e 'sem tempo'.
Os amores, bom, foram ficando pelo caminho, carregando um pedaço de mim.
Vez em quando reencontro alguns destes pedaços.
E é tão bom! É como se voltasse no tempo sem voltar de fato.
É recordar de uma Raisa que ficou lá atras, mas ainda vive um pouco na Raisa de hoje.
E que vive também em algumas pessoas.
Estar em Itabira me traz recordações e saudades.
De um tempo que se foi, de amigos que trilharam outros caminhos,
da vida menos complicada, das poucas responsabilidades,
dos amores, dos lugares,
mas também muita, MUITA saudade do meu avô que se foi em fev. deste ano.
Hoje sou uma pessoa diferente e mais 'madura',
mas os sentimentos e as lembranças ainda vivem em mim.

16/06/2012

A km daqui.


_______________
Algumas vezes, a distância é a melhor coisa que pode acontecer.
Dar um tempo, um espaço.
Clarear as coisas, a mente, os sentimentos.
Limpar as feridas, curá-las e se levantar.
Quando vale a pena, Se vale a pena, a gente se acostuma e percebe que algumas coisas tem a hora certa pra acontecer. 
Tem também a hora certa de começar e de acabar.
Tem a hora certa de saber quando bater em retirada, quando insistir, e que as vezes é melhor deixar como está.
E isto vale para todos os tipos de relações.

_______________________

31/05/2012


Assim como as estações,
as pessoas têm a habilidade de mudar.

Não acontece com freqüência, mas 
quando acontece, é sempre para o bem. 
Algumas vezes leva o quebrado 
a se tornar inteiro de novo. 
Às vezes é preciso abrir as portas para novas 
pessoas e deixá-las entrar. 
Na maioria das vezes, é preciso apenas uma 
pessoa que tenha pavor de demonstrar o que 
sente para conseguir o que jamais achou possível. 
E algumas coisas nunca mudam. 
E que comece o novo jogo.


[Gossip Girl]

30/05/2012

Uma resposta para seguir.

(...)
Talvez um único encontro nos responda.
Talvez estar frente a frente, desarmados, possamos descobrir se é algo que deve ficar apenas na lembrança ou se é algo de verdade do tipo que não se deixa escapar.
Assim poderemos seguir nossos caminhos.
Juntos ou separados.

Algumas vezes na vida é apenas disso que precisamos para seguir em frente. Uma resposta. 

Sei que você não irá ler isso agora pois nem sabe da existência desta página. Mas, quem sabe um dia?

25/05/2012

Meus bons amigos, onde estão?

Nos ultimos tempos tenho sentido um vazio, uma solidão. Há um lugar não preenchido. Sinto falta de um tempo passado, de momentos de tantos sorrisos, cercada de amigos e poucas preocupações. Hoje sou cercada de preocupações e os amigos estão espalhados... Ainda os tenho, mas vejo com tão pouca frequência que por mais que eu saiba que posso contar pra tudo, é como se não pudesse. E quando estamos juntos, tudo o que quero fazer é aproveitar o momento e esquecer de qualquer coisa que possa estragar. Tenho saudades das velhas amizades.
Tenho partes minhas espalhadas por aí... E frequentemente estas partes me fazem falta.
 "Vez em quando é importante convocar as saudades. Elas nos recordam quem somos."

12/05/2012

Mar se o céu for você, se você for pra mim, entrego tudo a Deus.

       


Quero fazer cem canções
Rolar mil vezes na cama
Rir até doer
Faça uma ligação
Tire esse frio daqui de dentro
Quando não for assim
Mande uma mensagem pra mim

Ainda lembro o gosto
Do beijo que você me deu
Mar se o céu for você
Se você for pra mim
Entrego tudo a Deus
Eu digo que sim
Mar se o céu for você
Se você for pra mim
Entrego tudo a Deus
Eu digo:

Bem vindo, meu amor
Pequeno, eu vou
Cair nos seus braços
Quero enlouquecer
Deixa acontecer

Bem vindo meu amor...
Pequeno eu vou...
Sorrindo!

06/05/2012

Porque mesmo sabendo de todos os contras, de tantos contras, ainda insistimos em ficar perto?

Se depois de tudo, de tanta insistência, já vimos que não dá certo, ou que dá, mas não daquele jeito, por que continuar? Por que essa esperança boba de que 'um dia' as coisas podem ser diferentes? Tá, podem sim. Mas agora a realidade é essa, oras! Os caminhos são diferentes. Não dá pra caminhar junto com os braços tão distantes. Não dá pra dar as mãos. Os braços não se esticam tanto. Não dá pra ser. O que dá agora, é no máximo andar lado a lado. Nem precisa ser de mãos dadas. A gente pode ficar próximo enquanto nossos caminhos não se distanciam tanto. Porque não consigo me afastar tanto ainda. Mas uma hora o 'adeus' vai acontecer. Não sabemos se os caminhos vão se cruzar de novo... Mas até lá, ele vai dizer: "Se cuida". Vou dizer o mesmo. E vou seguir, como sempre, tropeçando e tentando cuidar de mim.

30/04/2012

ainda que já tivesse essa resposta, era outra que eu queria.

Mesmo que a gente queira que tudo seja diferente, que no fim outras palavras sejam ditas, que outras atitudes sejam tomadas, isso não acontece. E aí a gente vê que a maior parte do sentimento que carregamos é por uma fantasia. É por acreditar em algo que não vai acontecer. Mas que a gente espera até o ultimo segundo, porque aquilo pode sim ser de verdade, porque a gente merece sim aquele sentimento, aquelas palavras, aquela atitude, aquele beijo, aquele 'eu quero ficar com você mais que tudo nesse mundo'. E por mais que eu já tivesse uma idéia de que fosse apenas uma fantasia e soubesse de todas as respostas que teria, a fantasia não ter acontecido dói tanto. As palavras que não ouvi e o beijo apaixonado que não ganhei fazem tanta falta e deixam um nó tão apertado na garganta que não há outro lugar pra escapar esta dor a não ser pelos olhos. Havia um tempo não sentia isso. Mas há muito mais tempo eu não sinto esse beijo, esse amor, essa paixão. E eu preciso disso. Seja dele ou seja de quem for. Faça diferença em minha vida ou ao menos saiba mostrar a diferença que faço na sua vida.

28/04/2012

A passos por vezes apressados, por vezes vagarosos, eu sigo.

E na minha ânsia por respostas e soluções, tudo que encontro são mais perguntas.

22/04/2012

das coisas que eu queria

Tem momentos como este agora que tudo que eu queria era que alguém viesse correndo, me deitasse no colo e me dissesse "Vai ficar tudo bem. Tô aqui agora." Queria que pudesse me colocar num carro mesmo que eu estivesse em prantos e me levasse pra um lugar qualquer, de preferência desses bem bonitos, pra ver um céu estrelado, ver o sol nascer, falar de coisas nada a ver, rir de coisas banais. Queria que pudesse me mostrar que a gente tem nossas batalhas diárias, mas que existem muitas coisas por aí que fazem estas batalhas. Porque elas existem para nós. Que a gente sofre sim, mas que pode passar. Que dói sim, mas que sara. Queria que pudesse me mostrar que não preciso ter medo do amanhã. Nem do hoje. mas se eu tiver, tudo bem também. Não estarei sozinha. Mas nem tudo que a gente quer a gente tem ou pode ter. Então eu fico aqui, quietinha no meu canto sozinha, travando minhas batalhas e as vezes as dos outros, doendo, com medo do amanhã, sem saber do que vai ser. Torcendo para que seja melhor, mas sem saber do que vai ser. Seja o que Deus quiser.

07/04/2012

Só por hoje.


Ultimamente tenho assistido a seriados americanos e as vezes fico imaginando como minha vida seria se fosse diferente do que é.
Imaginando uma outra vida, uma outra Raisa, em outro lugar.
E a resposta já está dada. Seria diferente. Só isso.
Não posso dizer se seria mais feliz ou não, se teria menos problemas ou não. Apenas que seria diferente.
E diferente eu sei que já sou. Sempre fui.
Mudei tanto minha vida toda... Tentando me adaptar ao 'meio externo', mesmo que o interno estivesse sempre um caos.
E é assim que tenho sentido.
Um caos.
Uma crise constante, que não passa.
Estou tentando viver um dia de cada vez, como um alcoolatra ou usuário de droga em tratamento tentando se afastar do vício.
Um dia de cada vez.
Um passo de cada vez.
Cada dia uma vitória.
Uma queda pode ser um desastre total e fazer com que eu perca tudo.
Mas o amanhã virá.

Então, só por hoje.
Vai passar.

29/03/2012

Assim seja,


"Que a gente aprenda cada vez mais a dizer sim às pessoas certas, a dizer não quando sabemos que é preciso, a não dizer nada quando não sabemos o que dizer.

Que a gente saiba quando lembranças são apenas lembranças, quando as coisas não tem mais conserto, quando o que tá feito tá feito, e a hora certa de bater em retirada.

Que a gente perceba quando o amor é amor de verdade e não uma paixão passageira, quando uma amizade é verdadeira, e quando a gente não entende o que aquilo é ou pode se tornar, mas se vale a pena continuar.

Que a gente tenha sempre certeza da vida, da morte, da hora certa de parar."
(Rah)

28/03/2012

Dos meus pensamentos e medos do futuro (?)



Ultimamente alguns pensamentos tem ocupado minha cabeça.
Chegando ao final da faculdade, somado aos ultimos acontecimentos em minha vida e todos os outros, tudo o que tenho pensado é:
Será que dou conta?
Será que consigo ter uma vida futura?

Fico olhando estas pessoas que já estão com a vida de certa forma "feita", com sua profissão/carreira, família, casa, etc.
Que já passaram por tanta coisa, mas parecem ter tanta facilidade em lidar com isso.

Será que eu consigo?
Será que eu posso?
Um dia vou olhar pra trás e dizer que eu cheguei lá?
Sinceramente, não vejo isso.

Tenho sim, meus sonhos, meu ideal, meus objetivos.
Mas não tenho tanta esperança de que sejam realizados.
As vezes acho que ficarão só na fantasia.

As vezes acho que não chegarei tão longe. Nem de perto.

Muitos podem dizer que é um pensamento pessimista.
É, pode ser.
Mas é um medo de fracassar.
Um medo de dar tudo errado.
Ou melhor, nem isso, porque até pra dar errado algo tem que acontecer.

Sempre tentei ver as coisas por outros ângulos.
Mas não estou conseguindo.
Tenho uma sensação forte dentro de mim, de que não vou muito longe.
Não porque não quero, não porque não vou tentar.
Mas porque não poderei.

Domingo, assistindo o programa Fantástico fazer uma homenagem ao humorista Chico Anysio, fiquei imaginando como seria mais fácil se as coisas fossem como Chico disse em sua crônica. A gente 'nascesse' velho e 'morresse' criança.

Pra quem não viu,





BeijO

18/03/2012

Das coisas que ficam


Eu sei que aos poucos as coisas voltam pro lugar.
Algumas ocupam um lugar diferente.
Outras, não voltam mais.
Mas é melhor assim.

As coisas importantes são as que ficam.

Sim, o tempo é bom para sarar nossas dores.
Os risos voltam aos nossos lábios.
As lágrimas não descem tanto como antes...
E a gente acorda com mais vontade a cada dia que nasce.

O ano está difícil, é verdade.
Mas quando é que foi fácil?

:)

No fundo, bem lá no fundo, eu sei que dou conta.
Faço essa linha de 'não sei se aguento', mas é porque sei que é bem mais fácil quando temos o apoio das pessoas que amamos.

Beijos.
______________________
Ps: é, sumi. Facul, estágio, fisioterapia, concurso, enfim... Vida corrida!
Me vejam mais lá no face. Link aqui no blog mesmo. Aproveitem e visitem a página Brincando de ser Feliz (ali do lado direito). ;)

02/03/2012

Saudade é pouco.



O que nós iremos sentir, é muito mais que isso.

28/02/2012

As pessoas que a gente ama deveriam ser eternas


Como é que a gente se prepara pra 'perder' pessoas que a gente ama? Como a gente se acostuma com a idéia de nunca mais poder ver ou falar com ela? Sei que não podemos ser egoístas em querer manter alguém vivo e sofrendo, só pelo fato de que iremos sentir muita saudade e muita falta dela...

As pessoas que a gente ama deveriam ser eternas.


Não vou mais pedir forças pra você vô. Não quero mais que sofra.
Peço a Deus para que faça o que for melhor pra você.
E que nos dê forças e fé.

22/02/2012



Você me perde ou me ganha em pequenos detalhes.
Gosto de palavras.

Mas gosto muito mais de atitudes.

Coisas sofisticadas me agradam.
Mas as coisas simples, estas me encantam.

Minha confiança não é algo tão difícil assim de se obter.
Mas se perder, meu bem...
O trabalho para reconquistá-la será redobrado.

O meu amor, dou por inteiro a quem achar que devo.
Mas se passar pela minha cabeça que não vale a pena mais, pego de volta.
Se quiser, ofereço minha amizade.
Mas garanto que não será tão bom quanto o meu amor.

Meu carinho,educação e fidelidade, não são gratuitos.
Faça por merecer.

É uma troca justa.
Infelizmente, nem tudo no mundo é de graça.
Muitas vezes doei pra não receber nada, ou melhor, pra receber 'tapas na cara' em troca.
Isso não é legal...
Não, não sou tão durona, fria ou algo parecido.
Apenas estou tentando cuidar um pouco mais de mim.
A gente vai aprendendo com a vida.
Já errei muito tentando acertar.
Mas, tô pouco me lichando.

Que seja...

15/02/2012



A vida poderia ser tão mais fácil e menos 'dolorosa'.

Também seria mais fácil se não criassemos tantas expectativas em relação a tudo (especialmente em relação às pessoas).

Mas acho esse o trabalho mais árduo. Não criar expectativas.
Se não criamos expectativas, se não criamos esperanças, como posso ter motivos para me levantar no dia seguinte?

Como uma pessoa ficaria cerca de 5 anos cursando para exercer uma profissão se não acreditasse que aquilo fará parte do futuro dela?

Como alguém entraria num relacionamento e investiria nele se não acreditasse que pode dar certo?

Muitas vezes penso que este é um dos meus maiores erros e dos grandes pontos fracos.
Acreditar demais, criar expectativas demais.

Mas se faço isso, é porque acredito que vale a pena e vou fundo.
Quebrar a cara pode ser uma consequência.

Mas ser feliz também pode ser.