29/06/2013

Grandes amores...



Depois dele, todos os caras com quem me relacionei pareciam faltar algo.
Sempre sentia um certo vazio, uma incompletude.
Sei que por natureza somos incompletos, mas esta da qual eu falo, é a da relação mesmo...
A sensação de que esqueceu alguma coisa...
E eu sabia que era ele. 
Sabia que a gente tinha deixado as coisas meio incertas, sem ponto final...
Parecia que eu queria encontra-lo em outros braços.
Ou encontrar aquela sensação de novo... 
Sempre pensei que seria com ele que subiria ao altar.

Até que, sem perceber, num sapo-príncipe, me percebo assim.
Um sapo-príncipe que me faz pensar num futuro ao seu lado.
Que me mata de raiva, de orgulho, de alegria, e de amor...

É bom sim, depois de tantos anos, ouvir daquele cara que tanto amei, que ele ainda me ama.
É bom (ou não) saber que ele ainda não conseguiu se casar com a pessoa que está, porque ainda pensa em mim as vezes...
É bom sim saber que se tem um amor assim.
Num mundo onde tantas pessoas te desejam o mal, um mundo de inveja, de falsidades, sentimentos puros e singelos são raros!

Mas eu quero ter este mesmo amor puro e singelo, companheirismo, amizade e tudo o que tenha direito (e aqui incluo ate as crises) com o sapo-príncipe.
Porque a vida não é um conto de fadas.
E meu coração, tendo se partido algumas vezes, hoje bate num ritmo diferente, mais forte, mas mais seguro do que quer.
Ele me encontrou e eu o encontrei.


Nenhum comentário: