14/03/2009

Um pouco de mim...





"Só pode falar bem sobre si mesmo quem se dedica tempo útil, de qualidade, a fim de questionar suas verdades, as verdades do meio onde vive e o autoconhecimento fruto dessa pesquisa sincera.
Mas isso nem de longe costuma ser a prioridade das massas…
Falar de si mesmo é uma das maiores dificuldades do ser humano.
Perceber suas qualidades e aceitar seus defeitos é algo que requer autoconhecimento, aprofundar-se em seu eu, conhecer seu interior..
Ficar cara a cara com seus sentimentos e desejos mais sombrios, que ficam ocultos a nossa percepção.
Sair desta casca que vestimos diante da sociedade e encontrar nosso íntimo, nosso “bicho”.
A maioria das pessoas prefere não conhecer a si mesma temendo não conseguir se controlar ou até mesmo se decepcionar com o que encontrar...
Mas conhecer a si mesmo é algo que nos eleva, nos faz progredir, crescer.
Falar dos defeitos dos outros é fácil.. Mas reconhecer os seus próprios defeitos é algo que incomoda. Mas ao mesmo tempo em que ficamos incomodados, temos a possibilidade de transformação.
Mudar é essencial...É inevitável.
Aos poucos você vai deixando de escutar certas músicas, de usar certas roupas, de falar com certas pessoas. Mudar faz parte do ciclo da vida, embora a essência seja sempre a mesma.
Mudar é evoluir. Deixar de lado certos valores que já não nos servem mais e adquirir outros valores, outras idéias...
Não posso falar de mim mesma com afinco, pois se hoje sou o que sou, amanhã posso ser outra...
Ou posso simplesmente “SER”.
SER no mundo...
Dizer que sou eu mesma? Não sei... Simplesmente sou...
Não me conheço completamente.
Conheço parte de mim. E quando acho que me conheço mais, mudo.
Estou em constante mudança. Mudança interior.
A cada coisa nova que conheço, mudo algo em mim. Tudo tem algo a nos acrescentar.
As pessoas, as decepções, os elogios, o conhecimento e cada experiência vivida trazem algo diferente para dentro de nós.
Procuro extrair disso tudo o que me serve, o que me é necessário.
O resto? Jogo fora...
“Muitas pessoas devem a grandeza de suas vidas aos problemas que tiveram que vencer.”(B.P)
Não me importo com o que dizem ou pensam de mim.
Desde que tenha passado algum tempo ao meu lado.
Falar de alguém que não se conhece é um pré-conceito.
Dizem que quando falamos do outro, falamos o que vemos de nosso neste outro.
Quando se fala olhando nos olhos, podemos perceber que na verdade falamos a nós mesmos, pois nos vemos refletidos nos olhos do outro. Por isso, o julgamento antecipado é tão injusto.
Conheça a si mesmo para depois conhecer alguém.
Não nos completamos. Completamos um outro alguém.
E antes de amar um pessoa, ame a si mesmo. Se aceite, para então ser aceito."


Esse texto foi escrito há um tempo atrás, no início deste blog.
Como podem ver, é uma reflexão sobre quem sou, e nossa eterna busca por saber "quem somos".
Resolvi postar ele novamente, pois é um dos meus preferidos.
Acho que pouquíssimas pessoas já leram.
Espero que sirva para vocês também refletirem um pouco...

ps: novidade! fiz outro exame de direção hoje e.... PASSEI! :)


BeijOs!