10/02/2015

Meus vinte e poucos/tantos anos



Ontem (já que já se passaram cerca de 40 minutos da meia noite) completei meus 25 anos de vida.
Quando as pessoas fazem aniversario costumo dizer que não é um ano que "estão ficando mais velhas" e sim um novo ano que se inicia em suas vidas.. 
Porque é essa a impressão. É um novo ano, é você com um ano inteirinho de vida pela frente.

 Em meus aniversarios não sou de festejar tanto. 
Nunca fui destas de comemorar, de fazer aquela mega festa, juntar uma turma enorme de amigos e bla bla bla...
Talvez reunir familia, pessoas mais proximas.. Mas nada demais.
Porque é um dia que me sinto mais instrospectiva.
Mais pensativa...

Penso no que fiz do ano anterior e de todos os outros.
Penso na vida que venho levando até aqui e a que pretendo levar daqui pra frente...
Penso no que já conquistei, no que deixei de conquistar e no que tenho plena capacidade de conquistar no futuro.

Reflito sobre o que poderia ser diferente.
O que faria diferente.. Ou não.

O que me faz feliz e o que mantenho por puro comodismo.
Porque percebi que com o passar do tempo a gente parece se tornar um pouco comodo com certas coisas mesmo. Como se não merecesse ou não fosse capaz de ter/viver algo melhor...

Não gosto de fazer promessas de fim de ano. 
Mas gosto de criar metas para mim mesma. 
Sonhos a serem realizados.

Para que no ano seguinte, no proximo aniversario, eu possa avaliar ao menos o quão perto eu estou de alcança-las e o que ainda preciso fazer para isso.

Vinte e cinco anos...
Vividos da maneira que pude.

Parabens pra mim!