30/12/2010

O HOJE é um novo dia!



Engraçada a nossa capacidade de renovar as esperanças, as energias, com a chegada de "um novo calendário".

O ano termina e colocamos na balança os planos que fizemos no início dele, o que realizamos e o que deixamos de realizar, o que ficou para trás, o que foi perdido, o que vivemos, o quanto choramos, o quanto sorrimos, o quanto amamos e sofremos, os amigos que fizemos e as amizades rompidas.

Aquele friozinho na barriga, o medo do novo, e a expectativa do que está por vir estão presentes.
Começamos a traçar novamente nossas metas para o "novo ano", nossos planos, os erros a corrigir, as mudanças a fazer....

Tanta coisa! Será que um ano basta? Será que dou conta?
Mas acho que o problema é que pensamos nisso só nos inícios e finais de anos.
Mas e cada dia que se inicia? Não é uma nova oportunidade que estamos tendo para fazer as coisas diferentes?

Poder acordar no outro dia não é uma nova chance que a vida nos dá?
Então porquê esperar o final do ano para traçar planos, para avaliar os erros, para provocar mudanças?

Comece AGORA!
ESTA é a sua chance. ESTE é o seu momento.

Nunca sabemos quando a cortina irá se fechar e o espetáculo da vida chegará ao fim.

Não dá pra esperar.
Não dá pra marcar uma "dieta" pra segunda-feira.
Ligar amanhã para um amigo pra dizer que sente saudades.
Enviar um cartão no natal para um parente que mora longe e que há tempos você não vê.
Esperar que te digam que te amam para você também dizer.

Isso tudo pode não acontecer.
Pode não dar tempo.

Planos são necessários sim.
Sonhos são essenciais.
Mas só se tornam reais quando nós começamos a botar a mão na massa, a correr atrás para realizá-los.

Este ano foi "equilibrado" para mim.
Consegui atingir "metas" como voltar ao meu peso ideal (estava muito acima depois da cirurgia);
Fui muito bem na faculdade;
Consegui o estágio que queria (começo em fevereiro provavelmente!);
Conheci pessoas especiais para mim, muitas daqui da blogosfera como por exemplo, minha querida Andressa. O liiindo Léo, filho da Déia nasceu! Conheci outros blogueiros(as)...Algumas continuaram em meu caminho (pra minha felicidade!) e outras foram trilhando novos rumos... São muitas pessoas e fica difícil citar todo mundo aqui. Mas sabem que são especiais. Aqui no blog então, nem se fala!
Todos tem um cantinho reservado no meu coração....

Meu afilhado cada vez mais lindo! A minha amiga Dani casou!
Fiz grandes amigos...
Reencontrei amores...
E quem sabe até um novo amor.
haha!

Mas ainda não é hora disso.
Sem planejar demais.

Apenas levar a vida com mais leveza.
Dedicar mais aos estudos! ;D
Aos amigos...
À saúde! (com certeza!)
E a mim mesma.

Cuidar dos fantasmas e fazê-los ir embora.
Limpar o baú para abrir espaço para novas emoções.

A CADA DIA.

Que este ano seja ainda melhor para todos nós.
E que sejamos cada dia mais fortes para enfrentarmos cada obstáculo que a vida coloca a nossa frente e suportamos cada tombo e cada ferida.

Sempre podemos nos superar.
Sempre podemos ser melhores do que somos.


Um MARAVILHOSO 2011 para nós!
BeeijO

27/12/2010

Caminhada



"Quero sonhar sempre um sonho a cada passo.
E que na minha caminhada não existam obstáculos impossíveis, pois eu terei de superá-los.
E sei que a cada obstáculo que o Homem supera,
ele se torna cada vez mais próximo de Deus."



BeeijO!

25/12/2010

Então bom Natal!



Olá meus queridos!
Ando bem ausente do blog né?
Mas é que estou em Itabira e aqui é meio difícil de entrar...
Estou postando só par desejar a todos um Feliz Natal, cheio de paz, alegria, amor, saúde, sorrisos, reconciliações, perdão...

Enfim... Tudo de melhor.

Mas que isso se estenda por todo o ano. Aliás, sempre né.
Pq não adianta só no Natal, não é?
rs.
Papi Noel passou por aí?
haha..

Enfim...
Boas festas a todos nós.
saudades de todos.
Prometo visitá-los em breve.
=)

Que Deus os ilumine.

BeeijO

18/12/2010

Luz, Câmera. Ação!




"A existência é cíclica.
Não há aplausos que durem para sempre,
Nem vaias que sejam eternas."


[A. Cury]

___________________

Somos autores e atores de nossas vidas.
E encenamos no palco da nossa existência.
Como autores, cabe a nós decidir qual será o próximo capítulo da nossa história.
;)

Beijão da Rah.

14/12/2010

Fazer sorrir faz bem!



Como está chegando o Natal, minha mãe teve a idéia de se juntar a alguns amigos professores e presentear os adolescentes do abrigo onde eu e duas amigas fizemos estágio no semestre passado.

Passamos a semana juntando os vários presentes para 9 garotos que estão no abrigo porque foram encaminhados pela justiça, geralmente porque estão com problemas com a família, porque viveram na rua, ou mexeram com drogas, ou apanham em casa, etc.
Enfim, situações difíceis, que não são ou não deveriam ser comuns a uma criança/adolescente qualquer.

Dos 9 garotos, apenas 1 não conhecíamos. É novato.
Um deles, encontramos as vezes andando pelo centro da cidade, pois está trabalhando no fórum.
É o mais velho e está no abrigo a mais tempo que todos.
Sempre que nos vê, cobra uma visita.

Compramos uns salgadinhos e refrigerante para lancharmos enquanto conversávamos...

Contaram dos que já saíram, dos que voltaram, do que aconteceu neste tempo que não nos vimos.

Quando receberam os presentes, era como se fosse uma manhã de natal.
Tantos sorrisos, olhos brilhantes, gargalhadas, 'muito obrigado"s...

Jean, o "fazedor de papagaios", vestiu as 4 camisas que ganhou uma por cima da outra, de tanto que gostou. rs!
Alguns começaram a experimentar as roupas ali mesmo...
Outros diziam que usariam nas festas de fim de ano, e outros, que guardariam a roupa novinha.

O que mais me impressionou foi Davi, um adolescente de 15 anos, que na verdade tem mentalidade de uma criança.
Além da camisa que ganhou, comprei para ele um "brinquedo" do Bakugan, que era um relógio e um rádio.

Quando viu o presente, começou a pular de alegria, dizendo: "Nossa! Não acredito! Nossa! Estou muito feliz, não estou aguentando de tão feliz!"
Veio nos abraçar agradecendo muito, e de repente parou na minha frente, olhou pra mim e perguntou: "É pra sempre?"
Não entendi a pergunta... Questionei "o quê".
Ele perguntou se era pra sempre que ia ficar com ele, se era dele pra sempre...
"Claro Davi! É seu ué! Presente pra você!" - respondi.
"Nossa, tia! Obrigada! Posso ir pro meu quarto? Posso guardar minhas coisas lá?"

Sinceramente, essa pergunta - "É pra sempre?" - doeu fundo. Deu nó na garganta.

A pergunta ficou ecoando na minha cabeça. E a imagem dele ali, parado na minha frente, com os olhos brilhando, o presente nas mãos, tão alegre e fazendo tal questionamento, não me sai do pensamento.

Será que ele pensou que a gente voltaria para buscar aqueles presentes?
Será que pensou que estávamos "emprestando" apenas?

Minha mãe disse que ele não deve estar acostumado a ganhar coisas assim, de graça, sem fazer nada "por merecer".

Todos eles ficaram adimirados e muito felizes por estarem ganhando e todos gostaram do que ganharam.

Leandro (o mais velho), comentou rindo: "Nossa, vocês estão com dinheiro, hein! Gastaram muito!"
Explicamos que muitos amigos se juntaram para presenteá-los, que não fomos apenas nós.

E que estavam ganhando por serem pessoas especiais.

Ao nos despedirmos, recebemos abraços apertados de cada um e mais agradecimentos.
Combinamos de voltar.
E que sempre que houver algum evento/festa, nos convidariam.

Todos eles foram nos levar ao portão.

Cheios de luz, de sorrisos nos lábios.

E nós, também com um rosto mais iluminado e o coração mais leve.


__________________
Ps: Infelizmente, nem todas as novidades são legais. Soubemos que Sandro, um dos adolescentes que conhecemos no abrigo quando estagiamos, foi assassinado semana passada.
Foi assassinado "se entregando" para salvar a mãe. Ele já era ameaçado de morte, e estavam ameaçando matar a mãe dele se ele não se entregasse. Drogas, claro.
Mas era um bom menino. Isso mesmo. Um MENINO. Que Deus o ilumine.
___________________

BeijO com sabor de solidariedade!

"O Sorriso que você oferece volta para você!"
:D


"Pegue um sorriso e doe-o a quem jamais o teve.
Pegue um raio de sol e faça-o voar lá onde reina a noite.
Descubra uma fonte e faça banhar-se quem vive no lodo.
Pegue uma lágrima e ponha-a no rosto de quem jamais chorou.
Pegue a coragem e ponha-a no ânimo de quem não sabe lutar.
Descubra a vida e narre-a a quem não sabe entendê-la.
Pegue a esperança e viva na sua luz.
Pegue a bondade e doe-a a quem não sabe doar.
Descubra o amor e faça-o conhecer ao mundo"

[Mahatma Gandhi]

09/12/2010

Cansada já!




As cenas de nossa vida são como imagens em um mosaico tosco; vistas de perto, não produzem efeitos – devem ser vistas à distância para ser possível discernir sua beleza. Assim, conquistar algo que desejamos significa descobrir quão vazio e inútil este algo é; estamos sempre vivendo na expectativa de coisas melhores, enquanto, ao mesmo tempo, comumente nos arrependemos e desejamos aquilo que pertence ao passado. Aceitamos o presente como algo que é apenas temporário e o consideramos como um meio para atingir nosso objetivo. Deste modo, se olharem para trás no fim de suas vidas, a maior parte das pessoas perceberá que viveram-nas ad interim [provisoriamente]: ficarão surpresas ao descobrir que aquilo que deixaram passar despercebido e sem proveito era precisamente sua vida – isto é, a vida na expectativa da qual passaram todo o seu tempo. Então se pode dizer que o homem, via de regra, é enganado pela esperança até dançar nos braços da morte!

Novamente, há a insaciabilidade de cada vontade individual; toda vez que é satisfeita um novo desejo é engendrado, e não há fim para seus desejos eternamente insaciáveis.

Isso acontece porque a Vontade, tomada em si mesma, é a soberana de todos os mundos: como tudo lhe pertence, não se satisfaz com uma parcela de qualquer coisa, mas apenas como o todo, o qual, entretanto, é infinito. Devemos elevar nossa compaixão quando consideramos quão minúscula a Vontade – essa soberana do mundo – torna-se quando toma a forma de um indivíduo; normalmente apenas o que basta para manter o corpo. Por isso o homem é tão miserável.

[Schopenhauer]
______________________
Acho incrível isso.
Como nos enganamos, como muitas vezes "passamos" pela vida e deixamos passarem as coisas que talvez nos fossem as mais importantes.
E como mudamos de desejos incessantemente.
Nunca estamos satisfeitos.
Queremos o que nem sempre é o que precisamos.
E o que precisamos é deixado de lado...
Passando, com a vida.

Mas eu já lutei por tanta coisa, e na maioria das vezes, sozinha, que chega algum momento em que cansamos.
Cansamos de lutar, de viver.
E passamos a sobreviver apenas.
Deixando as coisas acontecerem...
Deixando o rio seguir seu curso.
Se tomar um rumo novo, vamos com ele.

Estou deixando o rio seguir....

07/12/2010

Esconderijo



"Nesse quarto escuro
Existe um menino assustado

Ele é sozinho
e teme que o mundo
encontre o seu cantinho

Me entrega ele pra cuidar
Eu sei guardar segredo,
eu sei amar

Não conto pra ninguém
que esse menino é alguém
de barba e gravata
E que esse quarto escuro
É sua alma"


[Sandy]
___________
Perfeita...

BeijO!

03/12/2010

Sobrevivente



"E mais uma noite a solidão - que sempre a acompanha à espreita, esperando apenas uma "oportunidade" - é sua única companhia.
O quarto parece pequeno, preenchido pela solidão.
Há uma tristeza solta no ar, deixando-o pesado e difícil respirar.
O peito apertado por aquela angústia toda, uma saudade de algo que não viveu.

Ela não vive mais.
Apenas sobrevive.
Passa pela vida como um andarilho sem rumo, sem saber o que fazer, nem onde irá chegar.
A cama vazia, espaço demais.
Tudo o que ela precisava naquele instante era de um abraço, de alguém que pudesse lhe dar os ombros para suas lágrimas, e que dissesse: "Estou aqui. Estou com você. Tudo vai ficar bem."

Vasculha o passado a procura de seus erros.
Tantas relações fracassadas!
Tanta entrega que não a levou a lugar algum.

Sempre dando voltas ao redor de si mesma, acompanhada pela velha conhecida solidão.

Seria ela mesma a causadora de seus sofrimentos?
Por que, apesar de tanto esforço, tantas mudanças, as coisas pareciam as mesmas?

Quantas lágrimas ainda derramaria até finalmente um dia poder dizer que é Feliz?

Lá fora a tempestade desaba.
E ela sente essa mesma tempestade em seu peito.
Tem vontade de gritar, de expulsar a solidão, de sumir!
Mas não tem forças.
Já se esgotou.

Tudo o que consegue agora é dormir.
Assim tudo se apaga e as dores se vão.

Assim ela pode sonhar uma vida diferente.

Algum dia estes sonhos se tornariam realidade!

E é apenas esta esperança que a encoraja a levantar no outro dia,
para voltar a sobreviver."


[RaH]
__________________

Ei pessoas!
Tô meio doente esses dias...
Uma gripe danada e dor de coluna!
aff...
Podendo juntar tudo e jogar fora. rs!

Mas fora isso, to bem.
Passei de período e com boas notas!
Tô de fériass...! :D
E passei numa entrevista de estágio no CERSAM (centro de referência em saúde mental) daqui!

nuuh!
Bom d+!

BeeijO pra todos.