28/06/2009

FODA-SE! ;D



Agora estou fazendo uma coisa que há muito não fazia..
Estou ligando o meu "FODA-SE!".
Sim... Ligando o foda-se.
Não me importo com o que possam pensar.
Serei sempre quem eu quiser ser.
Farei o que me der na cabeça.
E F-O-D-A - S-E! pra quem ficar julgando.
Vou ser um pouquinho egoísta e pensar um pouco mais em mim.
E para 'você', que se julga estar melhor do que eu,
esta é minha resposta:
"Se isto é céu, eu prefiro o meu inferno!"

"Eu olho para dentro de mim, e não me importo com o que as pessoas fazem ou dizem. Eu me preocupo só com as coisas certas."
[Bob Marley]

E para quem acha um absurdo eu dizer estas coisas, aí vai um textinho do fantástico Pessoa sobre palavrões.


"O Direito ao Palavrão"
[Luís Fernando Veríssimo]

Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português vulgar que vingará plenamente um dia. Sem que isso signifique a “vulgarização” do idioma, mas apenas sua maior aproximação com a gente simples das ruas e dos escritórios, seus sentimentos, suas emoções, seu jeito, sua índole.

“Pra caralho”, por exemplo. Qual expressão traduz melhor a idéia de muita quantidade do que “Pra caralho”? “Pra caralho” tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas Pra caralho, o Sol é quente Pra caralho, o universo é antigo Pra caralho, eu gosto de cerveja Pra caralho, entende?

No gênero do “Pra caralho”, mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso “Nem fodendo!”. O “Não, não e não!” e tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade “Não, absolutamente não” o substituem. “Nem fodendo” é irretorquível, e liquida o assunto. Te libera, com a consciência tranqüila, para outras atividades de maior interesse em sua vida. Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral? Não perca tempo nem paciência. Solte logo um definitivo “Marquinhos, presta atenção, filho querido, NEM FODENDO!”. O impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicínio.

Por sua vez, o “porra nenhuma!” atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional. Como comentar a gravata daquele chefe idiota senão com um “é PhD porra nenhuma!”, ou “ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma! . O “porra nenhuma”, como vocês podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha. São dessa mesma gênese os clássicos “aspone”, “chepone”, “repone” e, mais recentemente, o “prepone” – presidente de porra nenhuma.

Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um “Puta-que-pariu!”, ou seu correlato “Puta-que-o- pariu!”, falados assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba… Diante de uma notícia irritante qualquer um “puta-que-o- pariu!” dito assim te coloca outra vez em seu eixo. Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecido troco ou o safar de maiores dores de cabeça.

Seja simples: Foda-se.
E o que dizer de nosso famoso “vai tomar no cú!”? E sua maravilhosa e reforçadora derivação “vai tomar no olho do seu cú!”. Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: “Chega! Vai tomar no olho do seu cú!”. Pronto, você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e saia à rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

E seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: “Fodeu!”. E sua derivação mais avassaladora ainda: “Fodeu de vez!”. Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação? Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como quando você está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação e ouve uma sirene de polícia atrás de você mandando você parar: O que você fala? “Fodeu de vez!”.
Sem contar que o nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de “foda-se!” que ela fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do “foda-se!”? O “foda- se!” aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor. Reorganiza as coisas. Me liberta. “Não quer sair comigo? Então foda-se!”. “Vai querer decidir essa merda sozinho(a) mesmo? Então foda-se!”. O direito ao “foda-se!” deveria estar assegurado na Constituição Federal. Liberdade, igualdade, fraternidade e foda-se!.


Grosseiro, mas profundo… Pois se a língua é viva, inculta, bela e mal-criada, nem o Prof. Pasquale explicaria melhor. “Nem fodendo…”.

Beijos!

Ps: assista ao vídeo dos humoristas Leandro Hassum e Marcius Melhem interpretando este texto belíssimo. (Aqui)

e assistam aos outros também, para rir um pouquinho! FikDik! ;D

26/06/2009

Adeus, Michael!



Ontem quando cheguei em casa recebi uma notícia que me assustou.
Fiquei boquiaberta.
Minha mãe disse assim que coloquei os pés na sala: "- Michael Jackson morreu"
Na hora só saiu um " - Mentira! Não acredito!"
Logo em seguida vi a matéria no jornal nacional..
E em outros jornais de outras emissoras.

Ele pode ter sido polêmico,
ter se envolvido em diversos escândalos,
etc, etc, etc.

Mas uma coisa ninguém pode negar.
É um mito.
Um grande astro.
Será eternizado assim como foram os Beattles,
Elvis, e outros..

O mundo perdeu sim.
Michael revolucionou a música pop.
Fez e aconteceu.

Sou admiradora do seu trabalho...

MJ se foi, mas será sempre lembrado.
Deixou-nos como herança seu imenso e belo trabalho.

Descanse em paz, Michael.



Clipe que mais gosto!



Conheçam o:
BlogBlogs.Com.Br

22/06/2009

Pois é..! =D



Quando nos apaixonamos por alguém, nos apaixonamos pela idéia que fazemos deste alguém.
E às vezes, com o tempo, descobrimos as coisas como realmente são.
Já me apaixonei diversas vezes.
Me decepcionei em quase todas.
Cheguei a imaginar que poderia ser algo comigo.
Hoje sei que não.
Somos todos diferentes, portanto, se não deu certo com um, continuamos a busca.
Na verdade, prefiro deixar as coisas acontecerem ao seu tempo.
Vivo cada instante.
Sou o tipo de pessoa que não gosta de ficar marcando nada muito antecipado.
Vai que acontece algum imprevisto?
Comigo as coisas acontecem.. Simples assim.
Meu passado é cheio de dor, é verdade.
Mas também é cheio de alegrias.
Cheio de boas lembranças.
Afinal, quem não tem um passado doloroso?
Ninguém é 100% feliz o tempo todo.
E estamos sempre "buscando" essa tal de felicidade.
Acabamos nos esquecendo que a felicidade está dentro de nós e não do outro.
Nossa vida é cheia de momentos felizes e às vezes não percebemos isso.
Dou valor a estes momentos.
Valorizo quem me proporciona estes momentos.
Tenho uma família linda que amo demais,
Tenho amigos maravilhosos que sem eles não sei o que seria de mim.
Tenho "pessoas especiais" que gostam de mim como sou.. (né? rs)
Isto sim é tesouro.
Não sou uma pessoa perfeita e nem quero ser.
Gente perfeita é chata.
Quando não estou satisfeita com algo, simplesmente mudo.
Mudo por mim mesma.
Nunca pelos outros.
Corro atrás das coisas que quero, busco realizar meus sonhos.
Não espero que façam isso por mim.
Não gosto de "depender" de ninguém.
Apesar de mudar às vezes, minha essência é sempre a mesma.
Não sou de me arrepender do que faço.
E sim, me arrependo algumas vezes do que possa ter deixado de fazer.
Porém, acredito que nenhuma oportunidade é perdida.
Se você não aproveitou, outro aproveita!
Tenho meus momentos de tristeza...
Mas não deixo que eles me dominem.
Quem me conhece realmente, sabe como sou.
Gosto de ver as pessoas alegres e faço o que posso pra que isto aconteça.
Odeio que me julguem sem me conhecer.
Odeio que julguem as outras pessoas sem que tenham convivido com elas 5 minutos sequer.
E odeio quem cospe no prato que comeu.
Tem muita gente sem noção por aí...
Mas pra essas pessoas, cada um tem o que merece.
Adoram criticar o que vêem de pior neles mesmos.
Gritam aos 4 ventos como o outro é feio, como ele é "afeminado", como a vida dele é ruim, como ele é ignorante, etc, etc, etc...
Sentam nos seus rabos para falarem do rabo dos outros.
Isso é tão.. Tão triste! Tão nojento!
Por que não cuidam de suas próprias vidas?
Será que é tão boa assim que pode se preocupar com a dos outros?
Se liiiiga!
A-C-O-R-D-A!
O mundo não é um conto de fadas!
Muito menos um tribunal para você ficar julgando!

Tá faltando gente de valor por aí...
Ou melhor, tá faltando gente que tenha moral.

"O mundo é o que é, porque nós somos o que somos."

Cuidado com o que diz.
As palavras que soltamos, o vento leva.
E um dia elas podem voltar contra você.

Abra a cabeça!
Se liberte desta sua escravidão mental!

Enquanto isso, vou seguindo meu caminho.
;D

19/06/2009

Teimoso!



Estranho amor este em meu peito.
Amor que deseja.
Amor que sente saudade.
Amor que sente raiva por ser amor.
Amor que assusta.
Que assombra...
Amor que não deveria ser amor.
Abala meu id, inquieta meu ego, e confunde meu super-ego.
Provoca taquicardia, vertigens e calafrios.
Desperta borboletas em meu interior.
Misto de sensações.
Mas quem pode controlar um sentimento?
Quem sabe a fórmula de amar quem escolhermos?
Quem me dera possuir esta fórmula.
Escolheria amar um outro alguém.
Amar quem me ame.
Amar quem não me faça chorar.
Amar quem puder ser "meu".
Amar..
E só amar..
E quando não quisesse mais, deixar de amar este, e amar outro.
Quem dera mandar neste teimoso coração.
Que mesmo com tantas feridas, tantas cicatrizes, insiste em abrir uma nova ferida.
Ou reabrir uma antiga... Não sei.
Coração confuso, teimoso, masoquista.
Vai gostar de sofrer assim lá longe!
Por que não escutas tua dona?
Por que não aprendes?
Parece criança pequena!
Curioso... Insistente.
E exigente.
Vai entender....!


RaH

18/06/2009

Hoje eu estava conversando com a mulher que trabalha aqui em casa (não gosto muito da palavra "empregada"), e ela estava me contando umas coisas que viu na Tv.
Falávamos sobre o acidente com vôo 447 da AirFrance.
Ela me disse que viu na tv que não há mais chances de a caixa preta ser encontrada por causa da localização, e que a caixa tem cerca de 14 dias de "vida útil" pois a bateria está acabando e o sinal se enfraquece cada vez mais.
Outra cosia que ela comentou, foi que parece que não houve explosão.
Que nos corpos resgatados não há indícios de queimaduras ou algo parecido.
E que a maioria dos corpos estavam nus.
Então ela soltou essa: "Falei com minha irmã, será que não foram abduzidos?"
haha



/euri!
Mas pensando bem, é muito estranho!
E nunca saberemos direito o que houve.
Vai ver nossos "amigos" seres de outros planetas resolveram pegar a aeronave, dar uma olhadinha, mandou todo mundo tirar as roupas, pegou a caixa preta...
E depois de fazerem com eles sei lá o quê,
jogaram tudo no mar..
hahaha
Vai saber....

Há mais coisas entre o céu e a Terra do que possa imaginar nossa vã filosofia!
=D

Beijos!

16/06/2009

Conversa entre bebês...




- E aí, véio?
- Beleza, cara?
- Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.
- Quer conversar sobre isso?
- É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?
- Como assim?
- Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar. Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô. O que eu fiz pra essa mina querer me pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?
- Nunca.
- Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais: como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?
- Sabe a sua vizinha ali da casa amarela? Minha mãe diz que ela tem uma hortinha no fundo do quintal. Planta vários legumes. Será que sua mãe não quis dizer que seu pai deu um pulo por lá?
- Hmmmm. pode ser. Mas o que será que ele foi fazer lá? VIXE! Será que meu pai tem um caso com a vizinha?
- Como assim, véio?
- Pô, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!
- Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.
- Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.
- Tipo o quê?
- Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato.
Assim, do nada. Puta maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o bichano!
- Caramba! Mas por que ela fez isso?
- Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.
- Ainda bem. Pô, sua mãe é perturbada, cara.
- E sabe a Francisca ali da esquina?
- A Dona Chica? Sei sim.
- Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá, paradona, admirada vendo o gato berrar de dor.
- Putzgrila! Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.
- Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe, né? Ela me contou isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta pra me levar embora.
- Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.
- Mas é ruim saber que o casamento deles é essa zona, né? Que meu pai sai com a vizinha e tal. Apesar que eu acho que ele também leva uns chifres, sabe? Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão, porque ela chama ele de ‘Anjo’. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele pode passar desfilando e tal.
- Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.
- É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo veio me falar que a vizinha cria perereca em gaiola, cara. Vê se pode? Só tem louco nessa rua.
- Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?
- Putz, é mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito!


Adorei!
=D

13/06/2009



Qual o preço que se paga pela liberdade?
Esta questão ressoa em minha mente.
O que é preciso perder para se ter liberdade?
Amores?
Amigos?
Desejos?

Cada um paga o preço que deve.
É possivel sim ser livre quando se ama.
Amar não é prender.
Deixar livre o que amamos é a melhor forma de demonstrar que se ama.

Quem prende não tem amor. Tem possessão.
Quer ser dono.
Quem ama quer ser companheiro.

Já paguei diversas vezes preços altos pela minha liberdade.
Se valeu a pena?
Na época sim.
Hoje não sei.

Mas a liberdade é o bem mais precioso para qualquer ser.
E eu a buscarei sempre.

"A liberdade não consiste só em seguir a sua própria vontade, mas às vezes também em fugir dela."

Sim, fugir da vontade.
Guardá-la para si mesmo.
Sufocá-la.

Isso também é ser livre.
Liberdade de escolhas.
Ultimamente estou usando-a muito..
Se eu deixar falar mais alto as minhas vontades,
Sumo.
Sumo e não dou notícias.
Pois esta é a minha maior vontade:
Juntar as coisas,
Botar mochila nas costas,
e sair por aí..
Sem rumo,
Sem lenço e sem documento.
Não dever nada a ninguém.
Nenhuma satisfação, nenhuma explicação, nenhuma desculpa.
Fazer o que der na cachola.
Ser quem me der vontade de ser.
Ir até onde eu desejar.

Ir até onde eu puder chegar.
Quando não der mais, eu paro.
Paro e descanso.
Depois continuo meu caminho.
Ou melhor, qualquer caminho.

12/06/2009

Tenho em mim todos os sonhos do mundo...



Já realizei alguns, mas ainda há muito a fazer.
A vida é feita de sonhos.
Sonhar é trazer graça para a vida,
dar sentido a ela.
Sonhar é o meio que encontramos para fugir um pouco desta realidade ou torná-la mais suportável.
Os sonhos nos fazem quem somos.

;D
_____________________________________________________________________________________
"Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isto não tem muita importância.
O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado."
[William Shakespeare]

"Somos do tamanho de nossos sonhos."
[Fernando Pessoa]

"Poucos aceitam o fardo da própria vitória; a maioria desiste dos sonhos quando eles se tornam possíveis."
[Paulo Coelho]

"Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!"
[Mário Quintana]

"Sonhar é acordar-se para dentro."
[Mário Quintana]

"Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles."
[Augusto Cury]

10/06/2009

Liberdade!



Decidi.
Quero ser livre.
Quero deixar as coisas acontecerem em seu tempo sem ficar me preocupando.
Tenho tanta coisa pra me pré-ocupar!
Quero respirar!
Sinto vontade de voar...
Sair por aí voando..
Sozinha.
Sem rumo.

Liberdade!

Que a liberdade seja a nossa própria substância.
_____________________________________________________________________________________
"Isto é a liberdade: sentir o que o seu coração deseja, independente da opinião dos outros."
[Paulo Coelho]

"De que adianta a liberdade, se não temos a liberdade de errar?"
[Mahatama Gandhi]

"A liberdade não consiste só em seguir a sua própria vontade, mas às vezes também em fugir dela."
[Kobo Abe]

"Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome."
[Clarice Linspector]


"Liberdade não é a ausência de compromissos, mas a capacidade de escolher - e me comprometer com o que é melhor para mim."

Faaala coração...!



O dia dos namorados se aproxima.
Hoje estive pensando sobre meus relacionamentos.
Sempre fui de namorar, desde os meus 14 anos.
Não gosto dessa coisa de ficar por ficar..
De uma noite apenas.
Gosto de ligar de manhã pra desejar um bom dia,
ligar antes de dormir, para perguntar como foi o dia...
Sair juntos.. Adoro programas de casais de vez em quando.
Ou até mesmo ficar em casa, pegar um bom filme e assistir juntinho debaixo do edredon.
Essas coisas de namorados mesmo.
Mas em praticamente todos os meus relacionamentos, me envolvi demais e acabei quebrando a cara.
Às vezes gostava demais, e ele de menos.
Fui traída em 90% dos meus namoros.
Se 2 ou 3 não tiverem me traído, foi muito.
E além disso, sempre foi um tempo curto.
Não porque eu quis, mas exatamente pelas traições.
Quando não era isso, alguma coisa acontecia.
Cheguei a pensar diversas vezes que o problema era comigo.
Mas cheguei a conclusão que não.
Um relacionamento é feito de 2 partes.
Com certeza errei algumas vezes, mas em relação à traição, não há nada que justifique.
Não consigo aceitar uma traição. Apesar de acreditar que as pessoas mudam, sou muito difícil de confiar em alguém. E quando esta confiança é quebrada, é quase impossível reconquistá-la.
Há algum tempo atrás me envolvi com uma pessoa que fez todo tipo de "sacanagem" comigo.
Não sei se posso realmente dizer isso, pois eu pensava que tínhamos algo mais concreto, mas parece que "ele" não.
Dizia coisas e eu acreditava.
As pessoas me alertavam, e eu não ouvia.
Até que comecei a perceber eu mesma.
Me afastei.
Namorei outra pessoa, mas o que senti por "ele" não senti por nenhum dos outros.
Como aquela música do Kid Abelha: "..mas depois de você, os outros são os outros."
Exatamente assim.
Acabei terminando o namoro, e ate fiquei com "ele" depois disso, uma vez apenas.
É o tipo de "pessoa errada".
Que vira a sua cabeça, vira o seu mundo de cabeça pra baixo, que quando você tenta esquecer e até está começando a conseguir, aparece do nada e faz tudo desabar novamente.
Não sei o que "ele" sente por mim, porque nunca disse realmente.
E eu esperei por isso tempo demais.
Passei por cima de muita coisa,
Passei por cima do meu orgulho, e fui de cabeça.
Posso até não ter nada com "ele" de novo, mas jamais esquecerei o que aconteceu entre nós.
Até temos um certo grau de amizade, e eu converso com "ele" até coisas que não converso com minhas amigas. Confio nele. Confio como pessoa. Sei que é alguém com quem posso falar de tudo. E até gosto disso.
Não sei se conseguirei sentir por outro alguém o que senti por "ele".
Mas também não fico pensando nisso.
Deixo as coisas rolarem.
Mas como típica aquariana que sou, me sinto muito sozinha.
Preciso ter alguém que goste de mim e que eu também goste.
Estou cansada de me doar tanto e não ter o mesmo em troca.
Claro que não faço as coisas esperando o retorno, mas é tão bom quando alguém gosta de você do mesmo jeito e demonstra isso!
Não acredito em único amor, e sim em amores diferentes.
E cada um tem a sua graça.

Preciso ser amada...

Demore o tempo que for...

(é...hoje desabafei! rs)

_____________________________________________________________________________________

"Solidão é quando o coração, se não está vazio, sobra lugar nele que não acaba mais."


"O coração do homem é como um moinho que trabalha sem parar. Se não há nada para moer, corre o risco de triturar a si mesmo."
[Martin Lutero]

"Não há nada que esteja menos sob o nosso domínio que o coração, e, longe de podermos comandá-lo, somos forçados a obedecer-lhe."
[Jean Jacques Rousseau]

07/06/2009

...



A garganta dói..
O peito aperta...
Não consigo respirar.

Não sei o que acontece.
Não sei o que fazer.

As lágrimas escorrem em meu rosto.
Mal sinto a fumaça do cigarro em minha boca.

Quero parar esta dor.
Quero gritar e arrancar esta aflição que se aloja em meu peito.

Sossega coração!

06/06/2009

=/



Gostaria de prestar minha solidariedade às vitimas e aos familiares das vitimas do acidente com o vôo 447 da AirFrance.
Mais uma trajédia aérea...
Ultimamente estamos vendo tantas que dá até um certo receio de viajar de avião.
É muito triste perder um amigo, um familiar, e até mesmo pra mim, que não tinha nenhum conhecido naquele avião.
Me emocionei com a noticia.
Coração apertou.
Nenhum abraço que estes familiares e amigos receberem irá consolar o bastante.
Para a morte, nada basta. Nada consola.
É uma perda irreparável.
Mas que Deus possa acalentar seus corações e dar um pouco de calma.
Que as vítimas tenham seu devido e merecido descanso.

E que as empresas aéreas se preparem mais,estejam mais atentas, e evitem tanta trajédia, tanta dor.

..




Estranho amor

"Vai entender a vida. Eu que sempre procurei o amor, ele sempre foi duro comigo. Antes eu não entendia isso, hoje entento. Quando você recebe o amor sem saber o que ele representa, você o despreza. E o amor, é vingativo. Não é a toa que ele anda lado a lado com o ódio. Por isso você sofre, chora e percorre os piores esgotos da vida. Dor e solidão. Lágrimas que só aparecem quando não existe mais ninguém por perto. Sempre questionamos o amor. Queremos escolher quem nos ame. Confundimos sentimentos. Amizade mais carinhosa. Tesão por alguém. Conforto por conveniência. Aí, para segurar isso, juramos vida eterna e nem sabemos o que realmente sentimos. Desilusão atrás de desilusão. Ficamos machucados, ou fortes, como queira, e acostumamos a sobreviver sem o amor. "Não preciso de um amor para viver". Amor é para os fracos. Não, não é. Amor é para os fortes. Para aqueles que mesmo desacreditados, quando o encontram não viram a cara e se entregam de cabeça, corpo e alma. O amor perdoa. Acredite. Quando ele te encontra você percebe que está pronto para viver a intensidade desse sentimento até ele acabar. A vida ganha sentido e força. Eu já zombei do amor. Hoje eu o respeito."

postado no blog malvadas.org que eu adOro!


"Basta apenas o copo da vinda.
No primeiro gole não ser,
no segundo, encher-se de si
e a partir do terceiro,
não sentir nada além de um palmo.
O álcool é egoísta,
por isso preciso dele.
Sou dona de um corpo só,
e de milhares de mentes."

BeijOs!