08/05/2009

"Pessoa"



"Sossega, coração! Não desesperes!
Talvez um dia, para além dos dias,
Encontres o que queres porque o queres.
Então, livre de falsas nostalgias,
Atingirás a perfeição de seres.

Mas pobre sonho o que só quer não tê-lo!
Pobre esperença a de existir somente!
Como quem passa a mão pelo cabelo
E em si mesmo se sente diferente,
Como faz mal ao sonho o concebê-lo!

Sossega, coração, contudo! Dorme!
O sossego não quer razão nem causa.
Quer só a noite plácida e enorme,
A grande, universal, solente pausa
Antes que tudo em tudo se transforme."


[[Fernando Pessoa]]

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo : "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.


[[Fernando Pessoa]]



Semana complicada!
Tomara que a próxima seja melhor...
Beijos e bom fds!

Um comentário:

Rafael Bardo disse...

po seja bem vinda a esse meu lugar de palavras
gostei bastante dos seus posts
principalmente do q fizeste no dia 29/04
as vezes as palavras nos dizem muito a respeito de certas pessoas
e so com aquele post me vi em vc
ja me senti muito assim tb
bom espero que seja aqui um começo para nossas trocas
trocar historias, palavras, experiencias
gostei muito de algumas de suas frases, q refletem coisas que já quis usar em algumas poesias
bom, me despeço com um beijo
e um desejo de boas palavras para nós