10/06/2009

Faaala coração...!



O dia dos namorados se aproxima.
Hoje estive pensando sobre meus relacionamentos.
Sempre fui de namorar, desde os meus 14 anos.
Não gosto dessa coisa de ficar por ficar..
De uma noite apenas.
Gosto de ligar de manhã pra desejar um bom dia,
ligar antes de dormir, para perguntar como foi o dia...
Sair juntos.. Adoro programas de casais de vez em quando.
Ou até mesmo ficar em casa, pegar um bom filme e assistir juntinho debaixo do edredon.
Essas coisas de namorados mesmo.
Mas em praticamente todos os meus relacionamentos, me envolvi demais e acabei quebrando a cara.
Às vezes gostava demais, e ele de menos.
Fui traída em 90% dos meus namoros.
Se 2 ou 3 não tiverem me traído, foi muito.
E além disso, sempre foi um tempo curto.
Não porque eu quis, mas exatamente pelas traições.
Quando não era isso, alguma coisa acontecia.
Cheguei a pensar diversas vezes que o problema era comigo.
Mas cheguei a conclusão que não.
Um relacionamento é feito de 2 partes.
Com certeza errei algumas vezes, mas em relação à traição, não há nada que justifique.
Não consigo aceitar uma traição. Apesar de acreditar que as pessoas mudam, sou muito difícil de confiar em alguém. E quando esta confiança é quebrada, é quase impossível reconquistá-la.
Há algum tempo atrás me envolvi com uma pessoa que fez todo tipo de "sacanagem" comigo.
Não sei se posso realmente dizer isso, pois eu pensava que tínhamos algo mais concreto, mas parece que "ele" não.
Dizia coisas e eu acreditava.
As pessoas me alertavam, e eu não ouvia.
Até que comecei a perceber eu mesma.
Me afastei.
Namorei outra pessoa, mas o que senti por "ele" não senti por nenhum dos outros.
Como aquela música do Kid Abelha: "..mas depois de você, os outros são os outros."
Exatamente assim.
Acabei terminando o namoro, e ate fiquei com "ele" depois disso, uma vez apenas.
É o tipo de "pessoa errada".
Que vira a sua cabeça, vira o seu mundo de cabeça pra baixo, que quando você tenta esquecer e até está começando a conseguir, aparece do nada e faz tudo desabar novamente.
Não sei o que "ele" sente por mim, porque nunca disse realmente.
E eu esperei por isso tempo demais.
Passei por cima de muita coisa,
Passei por cima do meu orgulho, e fui de cabeça.
Posso até não ter nada com "ele" de novo, mas jamais esquecerei o que aconteceu entre nós.
Até temos um certo grau de amizade, e eu converso com "ele" até coisas que não converso com minhas amigas. Confio nele. Confio como pessoa. Sei que é alguém com quem posso falar de tudo. E até gosto disso.
Não sei se conseguirei sentir por outro alguém o que senti por "ele".
Mas também não fico pensando nisso.
Deixo as coisas rolarem.
Mas como típica aquariana que sou, me sinto muito sozinha.
Preciso ter alguém que goste de mim e que eu também goste.
Estou cansada de me doar tanto e não ter o mesmo em troca.
Claro que não faço as coisas esperando o retorno, mas é tão bom quando alguém gosta de você do mesmo jeito e demonstra isso!
Não acredito em único amor, e sim em amores diferentes.
E cada um tem a sua graça.

Preciso ser amada...

Demore o tempo que for...

(é...hoje desabafei! rs)

_____________________________________________________________________________________

"Solidão é quando o coração, se não está vazio, sobra lugar nele que não acaba mais."


"O coração do homem é como um moinho que trabalha sem parar. Se não há nada para moer, corre o risco de triturar a si mesmo."
[Martin Lutero]

"Não há nada que esteja menos sob o nosso domínio que o coração, e, longe de podermos comandá-lo, somos forçados a obedecer-lhe."
[Jean Jacques Rousseau]

Um comentário:

Ziizá~* disse...

Poisé...a vida é cheio de reviravoltas..
coração é teimoso..mas a vida é assim.=X