30/01/2010

E a notícia seria...



Oi pessoal!

Não estou muito feliz não...
A notícia que eu gostaria de ter dado a vocês era que passei no exame de direção, mas infelizmente,
não consegui.

Fiz o 1º exame dia 28, quinta-feira.
Meu Deus, que pressão!

Eu estava super nervosa!

Minha perna tremia tanto que eu não conseguia controlar!
Sabe aquela coisa de quando sua perna treme involuntariamente, que algumas pessoas até brincam de "sindrome das pernas inquietas"?

Pois então.. Tava beeeem pior.
Minha perna esquerda tremia taaaanto, mas taaaanto que eu não conseguia segurar.
O examinador parou o carro pra mim e falou pra eu bater a perna no chão do carro, sacudir, beliscar, respirar fundo.. Tudo pra ver se eu ficava mais tranquila.
Mas não adiantou muito.

Eu sabia fazer tudo direitinho, mas estar dentro de um carro com DOIS examinadores, sabendo que estava nas mãos deles me deixou numa pressão danada.

Eu sou até tranquila, converso numa boa, não sou muito tímida, e sei fazer tudo direitinho. Mas quando as coisas acontecem sob pressão, eu travo.
É como apresentar trabalho na facul: eu sei tudo que tenho que dizer, entendo do assunto, mas na hora de apresentar fico tremendo dos pés a cabeça,
falo rápido e me dá uns brancos que simplesmente esqueço o que tenho que falar e preciso de uma "colinha".

Saber que estou sendo avaliada, que "minha vida" está nas mãos de alguém, isso me mata!

Então na hora do exame eu simplesmente fiquei desesperada!
haha

Esqueci algumas coisinhas "bobas" que nunca esqueço, como dar seta e fazer sinal de braço ao parar em fila dupla, olhar bastaaaaaante no retrovisor...
E outra coisa que eles disseram que eu fiz (mas que não concordo) é que eu ligava a seta muito em cima da hora de fazer a conversão. (rs!)
Acho que tem exigências demais!
Muita coisinha boba que não precisava!

Bom, fazer o que, né?
Este foi o primeiro..
Valeu a experiência.

Vou tentar mês que vem.
Espero que eu fique um pouco mais tranquila.

Alguma dica?

Preciso muito tirar logo essa carteira, porque depois dessa cirurgia que fiz (dos 4 parafusos na coluna), eu não consigo caminhar por muito tempo, não aguento ficar tempo demais de pé, não posso ficar levando "trancos"...
Então é melhor que eu tenha minha carteira, porque ficar de "carona" não dá, né?

Outra coisa é que tenho muita vontade de sair sozinha por aí..
Pegar o carro e ir assistir ao pôr-do-sol em um lugar diferente...

Pegar estrada..
Sair sem rumo.
Dar um tempo.
Gosto disso.
É bom as vezes,não é?



BeijOs!


ps: e o ano já está começando de verdade.. Segunda as aulas recomeçam.
Esse semestre vai ser pauleira! Mas já aguentei tantas.. rs!
Saudades do pessoal da facul.. Vai ser bom revê-los!
O ruim é só voltar a acordar as 6h da matina!
Mas, são coisas da vida..

Bom fds e bom início de mês à todos!
Aproveitem, pois particularmente, adoooro esse mês de fevereiro! ;*

3 comentários:

Vinicius disse...

Oi. Fiquei contente em revê-la no Folhas Avulsas; entrei para comentar com o meu outro Blog (Submersos). Bem, não pretendo tirar carteira, pois não gosto de carro, nem de moto, ou outro meio de transposte, que não os pés (em longas caminhadas) e de bicicleta. Fico na torcida para que consiga na sua segunda tentativa; Quanto a faculdade (eu não vejo a hora de começar a estudar); qual a sua matéria favorita, ou a que lhe seja mais agradável? Sinto que podemos conversar bastante sobre psicologia - eis um assunto interessante. Porque segue o curso de psicologia? Não sou Sherlock Homes, ou Freud, então vou parar com as perguntas (..rs)

Abraço.

Desabafando disse...

Ah, que pena...mas vc tem um mês pra criar alguma tática~pra não ficar tao nervosa....tente não pensar que está sendo avaliada, se imagine dirigindo sozinha e tranquilamente e esqueça os examinadores no dia.

Isha Shiri disse...

Olá, li o que contou e sinto muito. Mas vou dizer algo para você: Nunca desista e não tenha ansiedade.

Acredito que você tem que pensar que saber dirigir e pronto. Você sabe dirigir, porque senão não estaria sentada na frente de um volante, trocando marchas....

- Eu tenho um método para quando vou fazer algo que não tenho muito habilidade: Eu imagino todo o roteiro. Por exemplo; quando tentava aprender a dirigir, eu fazia todo meu caminho a pé, mas imaginava que eu estava dirigindo um carro, fazia o roteiro de casa atá lá trocando de marchas, freando, parando em sinais de transito, estacionando, etc. Quando fui fazer o exame não fiquei nervosa porque parecia que eu já dirigia fazia tempo!

Beijos!
Adelle