27/01/2010

oi...!



Oi meus amores da blogosfera!

Hoje estou um pouco melhor.

Obrigada pelos comentários e pela força no post anterior.

Bom, eu comentei em um dos blogs e resolvi falar aqui também.

Sou sincretista quanto à religião.

Minha família por parte de mãe é espírita cardecista e minha família por parte de pai é católica (e beem católica).

Eu conheço as duas partes, sou batizada e fiz 1ª comunhão na católica, já fui em reuniões espíritas (não as de mesa mediúnica) e já cheguei também a frequentar igreja evangélica na época que minha mãe frequentava.

Mas eu nunca tive uma religião que realmente me prendesse.

O motivo é que vejo muitas coisas erradas na maioria delas. Muitas coisas que me decepcionam.

Depois que comecei a estudar psicologia na PUC, que é uma universidade católica, aí que meus horizontes se abriram mais. Temos uma matéria que é cultura religiosa. Estudamos diversas doutrinas e religiões.
Achei tudo incrível e super interessante.

Então percebi que eu tenho as minhas crenças e que não sou obrigada a me prender a nenhuma. Eu acredito em Deus, em Jesus, em Maria, etc..
Faço as minhas preces e sempre que sinto necessidade vou a uma igreja ou onde eu me sinta bem. Mas não acho que seja obrigação frequentar taaaanto, pois para mim, Deus está em todo lugar e sempre conosco, não é?
Acredito também em reencarnação. Sim, acredito! Afinal, se Deus é misericordioso, por que não nos daria outra chance para consertar nossos erros? Se não fosse por isso, por que permitiria que tantas pessoas viessem com deficiências ou nascessem numa miséria danada, ou sofressem tanto? Algum motivo tem. Não estamos aqui por acaso. Então também acredito que há uma continuação. Não morremos simplesmente.

Em relação ao meu tio, como eu disse no blog que comentei, o que acontece é que mesmo que a gente acredite que aquela pessoa tão amada está "bem", tem certos momentos que a saudade teima em bater e fazer o peito apertar, a garganta doer e as lágrimas rolarem... É difícil segurar.
Mas são apenas momentos. Dói um pouco, a gente chora, mas depois acaba passando...!


Esse post foi só porque empolguei um pouco com essa coisa de religião.
rs
É uma coisa complicada de se discutir. Pra mim, cada um sabe o que te faz melhor, mas tudo em exagero faz mal.
Então, desde que haja respeito, amor ao próximo, solidariedade, e que seja algo que te faz sentir bem, não importa qual é a crença, doutrina ou religião.

Depois volto para postar mais alguma coisinha e espero que volte com novidade.
Mas só falarei no próximo post!
Só vou pedir que façam uma oração por mim.. rs!

BeijO carinhoso!

7 comentários:

Desabafando disse...

Eu concordo com vc, desde que a pessoa se sinta bem e a religião cumpra seu papel de religa-la a algo maior não importa a religião.

Eu sou espírita e acredito na reencarnação tb, na continuidade...mas já li coisas de outras religiões que não me tocaram tanto. Gosto tb das ideias budistas.

E que bom que vc está melhor.

Enrique Coimbra disse...

Gostei do post. Eu não sigo religiões. Acredito em reencarnação e lei do karma. Eu não sigo religiões porque TODAS ELAS foram criadas por homens, e nós sabemos que quando um homem possui poder, ele vai usá-lo para manipular a realidade ao seu redor, ao seu interesse.

Por isso meu compromisso é comigo antes de qualquer religião. E mesmo antes delas, meu compromisso se amplia aos meus próximos (animais, porque eu não curto muito o ser humano).

Renato Hemesath disse...

Um assunto tão complexo e discutido, não é?

Tuas considerações são bem fundamentadas. Vou segui-la aqui.

abraços
www.cinefreud.blogspot.com

Desirèe Parisot disse...

Tenho uma visão diferenciada... duvido de tudo ate que me provem o contrário...
Esse tema religioso é bastante polêmico. Encaro cada religião como pequenas verdades que são distorcidas pelo homem de acordo com o que eles acham melhor.
Não se prender a nenhuma dela é ideal e questionar-se a respeito do que é racional ou não e não deixa-se conduzir às cegas por qualquer vertente religiosa.

Beijo.

Vinicius disse...

Rah,

- Tu faz psicologia na PUC? Eu vou começar psicologia mês que vem. Tu estás em que ano? Quanto a religião; bem, eu não tenho relegião.

Abraço.

Rafael disse...

Como se diz no orkut, tenho um lado espiritual independente de religiões...
haha
bjs

Fabio Faith disse...

Muito lindo seu blog.
Parabens...adorei

Deus te abençoe