01/02/2010

Isso já é sacanagem!




Tem certas coisas que me deixam completamente revoltada...
Falta de respeito com o cidadão por exemplo é uma delas.
Estou de licença do trabalho por causa do meu "probleminha" de coluna desde maio do ano passado.
Minha licença venceu no dia 31 de outubro e o pedido de prorrogação foi feito no dia 22 de outubro.
A perícia foi então marcada para 22 de novembro, mas não foi realizada pois aqui em Betim era feriado do dia da "Consciência Negra" e o Inss resolveu parar também.
Remarcaram para 7 de dezembro.
No dia remarcado, estava eu lá, com minha "mala" de exames para fazer a tal perícia.
Porém, como sou muito sortuda, o sistema estava "fora do ar" e a perícia não pode ser realizada. Eles apenas anotaram meu nome e telefone e disseram que entrariam em contato para remarcar.
Não, não fizeram isso.
Tive que ir até a agência para remarcar.
O sistema voltou a funcionar no início de janeiro então fui lá no dia 4 ou 5, não me lembro muito bem.
Após uma looooonga espera, fui atendida.
Tive que dar risadas pra não chorar.
Remarcaram para dia 15 de fevereiro.
Portanto, eu só receberia em Março. (estou sem receber desde novembro!)
Eu já imaginava, mas, tinha alguma esperança de que eles fossem fazer diferente do que eu estava imaginando.
Pra quem não se lembra, dia 15 de fevereiro é segunda-feira em pleno carnaval.

Pois é...
Hoje me ligaram para me informar que a agência do Inss daqui não funcionará neste dia.
Remarcaram novamente.

Agora para 26 de MARÇO!

Meu Deus!
Haja falta de respeito!

Eu não posso voltar a trabalhar porque ainda tem um pedido de licença para ser aprovado (ou não).
Não estou recebendo nem da empresa e nem do Inss!

As contas vão acumulando e eles simplesmente dizem que não podem fazer nada por nós.
É uma total falta de respeito.

O governo na hora de cobrar nossos impostos age direitinho, no dia certinho, sabe cobrar muito bem.

Mas na hora de garantir nossos direitos, nada!

Liguei na central (135) para registrar uma reclamação. A "ouvidoria" está temporariamente inoperante.

pff!

Já conversei com meu pai que é advogado, ele me aconselhou a procurar o administrador da agência e tentar resolver com ele primeiro.
Tentar remarcar para uma cidade vizinha, como BH.

Se não for possível resolver, procurarei um policial para registrar um Boletim de Ocorrência.

E então, entrarei com uma ação contra o Inss.

Sei que muitas vezes a justiça é lenta e uma coisa dessas pode levar tempo.
Mas não abro mão dos meus direitos.
Vou dar o meu "grito".

Acho uma sacanagem o que eles fazem conosco.

Estou estressadíssima hoje.
O dia tinha começado bem, com o retorno à facul, o reencontro com os amigos e colegas, e tal..

Mas isso acabou com o meu dia.

Este não seria o post de hoje, mas amanhã posto outra coisa.

Precisava desabafar um pouco.

BeijOs

6 comentários:

Enrique Coimbra disse...

FALA SÉRIO! É isso aí! A galera sai pra curtir feriado e larga o cidadão que PRECISA disso. Nem vou dizer que país errado, porque acredito que não seja só aqui, mas o que grita é que NÓS vivemos nesse erro gigante.

Sabe se pode processar a galera? :S HAUAHAUHAUHA Ah, eu vou logo pro tribunal.

Desirèe Parisot disse...

Isso acontece com muita, muita gente. Não culpo tanto o governo porque a maioria das pessoas não fazem reclamações e quando fazem não chega aos ouvidos de quem pode tomar decisões.
Claro que o governo tem sua parcela de culpa, uma vez que a ele cabe fazer com que se cumpram os direitos do cidadão.
No seu lugar também estaria revoltada com a situação.

Beijo.

Déia disse...

Aff..

Imagino sua irritação. Eu fiquei irritada só em ler.

Esse país é uma palhaçada!

Parece que vc está afastada de sacanagem, né? pra te tratarem com essa falta de respeito.

Ai, amiga, nem sei o que te dizer! Se puder mova mesmo essa ação e torço pra tudo se acertar!

Sabe o curioso, qdo um imposto cai no feriado, vc tem q pagar antes, pois caso contrario leva multa... agora pra vc ser atendida, não podem adiantar, né?

Bjs

Vinicius disse...

Bem, é não apenas uma falta de respeito, como de tato. Vejamos por esse lado: Dia 15, embora seja Carnaval, não é feriado, pois o Carnaval figura como data festiva no calendario nacional, mas não é uma espécie de feriado (fica a critério da empresa trabalhar, ou não), no caso de um orgão do governo (acho uma extrema falta de tato e respeito). É muito compreensivel a sua revolta, até em vista das tantas tentativas que tu fizeste. Mas eu creio que pessoas como você e a revolta podem mudar aspectos desse caos. Que tudo fique bem.

Abraço.

Dil Santos disse...

Oi Rah, como está?
Menina, é realmente pra ficarmos indgnados com tais atitudes. E temos mesmo q correr atrás de nossos direitos, fazer valer nossa voz.
E desejo sucesso nesse processo e que vc fique bem.

Bjo
:)

Se7e/5 disse...

Numa noite quente e cheia de tesão estava necessitada de um duro e quente "rolinho de carne" bem dentro da caverna húmida do amor, entrou num barzeco e, foda-se!!, que moço lindo, uma autêntica obra de arte, perfeito e, saltava ás vistas, lindo, lindo, lindo! Um Adônis único com todas as letrinhas do desejo e tentação. Aproximei daquela montanha de beleza e tentei a sorte: -Você quer..., -ainda nem tinha bem articulado a palavra seguinte e já aquele corpão de bronze suado me arrastava para fora do bar. Meio desmaiada de emoção, recobrei meus sentidos num quarto excelente de hotel. Vá livrando da roupa, disse o pedação, e eu livrei, ficando nuinha e brilhando num calor intenso entre minhas coxas que já se escancaravam para receber o “rolão duro de carne”. Quando o gatão começou a despir-se...

O restinho???, nã, nã... só lá no se7e/5.