14/12/2010

Fazer sorrir faz bem!



Como está chegando o Natal, minha mãe teve a idéia de se juntar a alguns amigos professores e presentear os adolescentes do abrigo onde eu e duas amigas fizemos estágio no semestre passado.

Passamos a semana juntando os vários presentes para 9 garotos que estão no abrigo porque foram encaminhados pela justiça, geralmente porque estão com problemas com a família, porque viveram na rua, ou mexeram com drogas, ou apanham em casa, etc.
Enfim, situações difíceis, que não são ou não deveriam ser comuns a uma criança/adolescente qualquer.

Dos 9 garotos, apenas 1 não conhecíamos. É novato.
Um deles, encontramos as vezes andando pelo centro da cidade, pois está trabalhando no fórum.
É o mais velho e está no abrigo a mais tempo que todos.
Sempre que nos vê, cobra uma visita.

Compramos uns salgadinhos e refrigerante para lancharmos enquanto conversávamos...

Contaram dos que já saíram, dos que voltaram, do que aconteceu neste tempo que não nos vimos.

Quando receberam os presentes, era como se fosse uma manhã de natal.
Tantos sorrisos, olhos brilhantes, gargalhadas, 'muito obrigado"s...

Jean, o "fazedor de papagaios", vestiu as 4 camisas que ganhou uma por cima da outra, de tanto que gostou. rs!
Alguns começaram a experimentar as roupas ali mesmo...
Outros diziam que usariam nas festas de fim de ano, e outros, que guardariam a roupa novinha.

O que mais me impressionou foi Davi, um adolescente de 15 anos, que na verdade tem mentalidade de uma criança.
Além da camisa que ganhou, comprei para ele um "brinquedo" do Bakugan, que era um relógio e um rádio.

Quando viu o presente, começou a pular de alegria, dizendo: "Nossa! Não acredito! Nossa! Estou muito feliz, não estou aguentando de tão feliz!"
Veio nos abraçar agradecendo muito, e de repente parou na minha frente, olhou pra mim e perguntou: "É pra sempre?"
Não entendi a pergunta... Questionei "o quê".
Ele perguntou se era pra sempre que ia ficar com ele, se era dele pra sempre...
"Claro Davi! É seu ué! Presente pra você!" - respondi.
"Nossa, tia! Obrigada! Posso ir pro meu quarto? Posso guardar minhas coisas lá?"

Sinceramente, essa pergunta - "É pra sempre?" - doeu fundo. Deu nó na garganta.

A pergunta ficou ecoando na minha cabeça. E a imagem dele ali, parado na minha frente, com os olhos brilhando, o presente nas mãos, tão alegre e fazendo tal questionamento, não me sai do pensamento.

Será que ele pensou que a gente voltaria para buscar aqueles presentes?
Será que pensou que estávamos "emprestando" apenas?

Minha mãe disse que ele não deve estar acostumado a ganhar coisas assim, de graça, sem fazer nada "por merecer".

Todos eles ficaram adimirados e muito felizes por estarem ganhando e todos gostaram do que ganharam.

Leandro (o mais velho), comentou rindo: "Nossa, vocês estão com dinheiro, hein! Gastaram muito!"
Explicamos que muitos amigos se juntaram para presenteá-los, que não fomos apenas nós.

E que estavam ganhando por serem pessoas especiais.

Ao nos despedirmos, recebemos abraços apertados de cada um e mais agradecimentos.
Combinamos de voltar.
E que sempre que houver algum evento/festa, nos convidariam.

Todos eles foram nos levar ao portão.

Cheios de luz, de sorrisos nos lábios.

E nós, também com um rosto mais iluminado e o coração mais leve.


__________________
Ps: Infelizmente, nem todas as novidades são legais. Soubemos que Sandro, um dos adolescentes que conhecemos no abrigo quando estagiamos, foi assassinado semana passada.
Foi assassinado "se entregando" para salvar a mãe. Ele já era ameaçado de morte, e estavam ameaçando matar a mãe dele se ele não se entregasse. Drogas, claro.
Mas era um bom menino. Isso mesmo. Um MENINO. Que Deus o ilumine.
___________________

BeijO com sabor de solidariedade!

"O Sorriso que você oferece volta para você!"
:D


"Pegue um sorriso e doe-o a quem jamais o teve.
Pegue um raio de sol e faça-o voar lá onde reina a noite.
Descubra uma fonte e faça banhar-se quem vive no lodo.
Pegue uma lágrima e ponha-a no rosto de quem jamais chorou.
Pegue a coragem e ponha-a no ânimo de quem não sabe lutar.
Descubra a vida e narre-a a quem não sabe entendê-la.
Pegue a esperança e viva na sua luz.
Pegue a bondade e doe-a a quem não sabe doar.
Descubra o amor e faça-o conhecer ao mundo"

[Mahatma Gandhi]

Um comentário:

Desabafando disse...

Lindo post, é tão bom fazer alguém feliz né?