09/02/2011

Happy Birthday to me!





Pois é!
21 anos...
Lembro que quando era uma adolescentezinha, era louca para fazer meus 18, ser maior de idade, tirar carteira de motorista...
E as pessoas diziam: "Quando chega, passa muito rápido. E vem junto toda a responsabilidade. Não queira amadurecer cedo. Aproveite!"

Sim, eu aproveitei o que pude.
Mas as responsabilidades de certa forma sempre existiram, desde que me entendo por gente.

Sempre me achei madura para minha idade.
A "responsável" da turma. A experiente... Sei lá.
Sempre estava ali, aconselhando, dando colo, consolando, puxando orelha, dando uma de mãe...

Sempre me fiz de forte para os outros.
Os meus problemas eram meus. E os deles, acabavam se tornando meus também.

Carrego destes 21 anos muita experiência de vida, muitas alegrias, muitas lembranças maravilhosas, muito amor, muita dor, muitas mágoas e ilusões, muitos risos, muitos amigos, alguns amores, alguns erros incorrigíveis, e muito, muito aprendizado.

Me orgulho de ser o que sou hoje, apesar de não saber ao exato quem sou...

Mudei bastante ao longo destes anos.
Evolui muito.
Mudei com as pessoas, e passei a me amar mais.
Valorizo bastante minhas amizades, apesar de muitas vezes manter certo afastamento, porque o ser humano é complexo e inconstante...
E hoje quem é seu amigo amanhã acaba se tornando um inimigo (não que eu tenha algum - que eu saiba! Mas vejo o que acontece com outras amigas e não quero isso para mim).

Meu pai sempre me disse: "Não confie totalmente nas pessoas! Tenha sempre um pezinho atrás."

Não sei se isso é bom ou ruim...
Mas sou assim.
Ao menos de início. Fico com um pezinho na frente e outro atrás.
Confio desconfiando.
Para meu próprio bem.

Perdi muita gente importante também nestes 21 anos...
Pessoas que seguiram outros caminhos e pessoas que se foram mesmo.
Sinto falta.
Gostaria que estivessem aqui comigo.
Uma em especial eu sempre converso quando estou triste: meu tio.
Imagino que ele está sentado ao meu lado na cama, acariciando meu rosto, secando minhas lágrimas dizendo: "Vai ficar tudo bem. Estou aqui." E me dando um abraço...
E aí depois de um tempo, o choro passa. :)

Sinto orgulho das amizades que fiz.
São pessoas especiais que quero levar para minha vida inteira!

Minha família é a coisa mais importante da minha vida.
E mesmo que a gente brigue o tanto que for, eles são essenciais e eu os defendo com unhas e dentes de qualquer um. É uma família maravilhosa (tanto a materna quanto paterna) da qual sou muito orgulhosa de fazer parte.
Deus realmente foi muito bom para mim me colocando nessa turma! :D

A profissão que escolhi seguir é encantadora e cada dia acredito mais e mais que estou no lugar certo. As vezes sou bem decidida e as vezes inconstante e indecisa...
Haja vista minhas opções na época do vestibular: Direito, Psicologia, Marketing, Publicidade e Designe.
Não sei o que me fez escolher o curso de Psi, mas sei que acertei.

Das coisas mais importantes da minha vida está o meu afilhado João.
Filho da minha praticamente irmã Dani.
Eles eu tenho certeza absoluta que estarão sempre presentes em minha vida.
E o meu amor é imensurável.

Bom, mas enfim...
As responsabilidades realmente vieram com o tempo, dobrando as que eu já tinha.
E realmente os anos passam bem mais rápido após os 18.
E é verdade que as vezes sinto falta da adolescência e infância.

Se fui feliz? Acho que muitas vezes. E muitas vezes não.. Por isso queria crescer rápido.

Se sou feliz? Difícil... Quando estou com minha família sim, sinto-me feliz.
Com meus amigos também. E sempre que faço algo que gosto e faço bem, também me sinto feliz.

Se sou o tempo inteiro? Não. Acredito que ninguém é.
Mas estamos sempre atrás disso.
De ser feliz. De momentos de felicidade.
São eles que valem a pena.
É por causa deles que a gente continua.



E hoje, com um novo ano de vida começando, só posso dizer uma coisa:

"Que seja doce!"


________________________

Para ouvir: Envelheço na Cidade - Ira!

5 comentários:

Luana disse...

Parabéns (:
Que venham muitos mais anos e com eles muito mais aprendizado e amadurecimento. Beijos ;*

Luciana Klopper disse...

será doce sim, e passa super rapido então aproveitaaaaaaaaaa

Mari e Poly disse...

Feliz Niver Rah...
adorei seu texto.
a impressão que tive é que voce é uma pessoa mais que adoravel de se ter por perto!!!
seria otimo conferir isso, adoro conhecer pessoas... cultivar amizades.

Tudo de ótimo pra voce!!! Muitas felicidades!!!
xeru

Poliana Fonteles disse...

Feliz Novo Capítulo!
Então que seja Doce!

Te abraço com carinho Ráh...

Cuide-se e cuide-se ou deixe alguém te cuidar.....rs

Desabafando disse...

aeeee....parabéns! muitas felicidades! E sempre sinta orgulho de si mesma e de suas conquistas!