18/03/2011

Parei com a brincadeira!




Não quero e não posso mais ficar apostando todas as minhas fichas em coisas que podem não levar a nada.
Não quero me esfoçar sem retorno, me enganar.
Não consigo amar por amar,
Não consigo gostar de graça,
Não consigo esquecer.
Se não terei os meus “lucros”, não vale tanto a pena.
Foi a época que era tão altruísta assim.
Acho que preciso ser um pouco mais egocêntrica.
Parar com essa coisa de pensar tanto no Outro, no que ele pode pensar, no que ele precisa de mim, no que posso ou devo oferecer.
Não posso mais viver assim, em função dos outros, sem ter nada em troca.
Sem realmente apostar em algo que colherei os frutos mais tarde.
To cansada desse jogo em que jogo sozinha, desse monólogo, de me doar tanto.
Ou as coisas mudam, ou eu paro de jogar.
Não brinco mais.
Tô de altas.

Estou mais ou menos hoje, como vocês devem ter percebido.
Peço desculpas (sempre) pelos meus sumiços..
Mas é que a facul está me matando!
Aah, ao menos uma boa notícia: consegui o estágio no PET/saúde mental (trabalho com usuários de drogas).
:)
Ao menos isso...
BeijO grande e um forte abraço...

3 comentários:

Déia disse...

É, dar sem receber, as vezes cansa!

melhoras! bj

LAZ MUNIZ disse...

... espero que essas altas não durem muito, rsrs
Bjs!
Laz

Paulus disse...

Cada vez mais me identifico contigo, suas dores são semelhantes as minhas, seus sentimentos também...vc é minha versão feminina, só q muito mais linda...rs...