11/04/2011

Mas agora eu vou.



"Ouvi dizer que você tá bem
que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar
me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
quando vi seu carro passar
Vi todo o amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou
Mas agora eu vou.


Tentei falar mas você não soube ouvir
Tente admitir!
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim, bem mais que a mim.
É, mais que a mim."


___________________
Pois é... Agora não resta nada.
Meu erro foi me deixar envolver tanto, e o seu foi de me fazer envolver tanto se não seria capaz de sentir da mesma forma.
Nessa história, então, nós dois erramos.
Foi tudo muito rápido, muito intenso, muito bom.
Como não deveria ter sido, se o final tinha que ser este.

Não, não me arrependo, pois fui sincera, fui com tudo, de corpo e alma.
Você é quem não conseguiu me acompanhar lado a lado.
Gostar de mim, me adorar e dizer que sou perfeita pra você não basta agora.
Não mais.
Já cansei de tantas palavras e atitudes contraditórias, de não saber o que você pensa ou sente, de não saber se sente.

E é como você disse, espero que não seja tarde demais quando você se arrepender.
Não estarei aqui para sempre.
Ao contrário, vou seguir minha vida como sempre segui.
Como sempre, tudo passa.
O tempo se encarrega!

"Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa. […] E se ela se afogar, se recupera. […] E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça – que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca – levanta e segue em frente."

[Caio Fernando Abreu]


_____________________________
Ps: para meu querido(a) anônimo que anda comentando... Obrigada pelas "dicas", mas não preciso disso. Não dessa maneira.
Pode dizer o que quiser, mas sou eu quem escolho meus atos, meus sentimentos sou eu quem sinto, e o que penso, claro, ninguém pode mudar.
Não se eu não quiser.
E quanto a "estar expondo minha vida aqui", caso não tenha percebido, este é um blog pessoal e feito para isso mesmo. Para expor o que penso e sinto.
Não cito nomes aqui.
E se não concorda com o que digo, com meu modo de falar, com o que penso e sinto, por que diabos ainda está lendo?
Oras.. Não obrigo ninguém a ler ou concordar!
Apenas coloco aqui o que acho que devo, me desabafo, sei la...
E não devo nada a ninguém.
Quanto a "usar a minha psicologia", 1º não sou formada ainda.
2º psicólogo não está livre de sentir, de se doer, de amar, de chorar, de sofrer, de perdoar, de sorrir... Somos seres humanos como qualquer outro.

;)


Para quem quer ouvir a música maravilhosa da Maria Gadú, clique!

7 comentários:

Dani Aquino disse...

Isso msm pirua. Num deixa ninguém ditar o que vc deve fazer não viu.
Ah! Saudades sua, tenho noticias pra te dá (ruim).

Beijo
te amo

Paulus disse...

Se envolver, dedicar, gostar e demonstrar é errar, eu sempre errei e continuarei errando por muito tempo...

Estou contigo, não se esqueça disso...beijos, fica bem querida...

A. Tavares disse...

É.
Seguir sempre em frente.
Coisas boas sempre acontecem no meio do caminho ♥

Laz Muniz disse...

às vezes as pessoas não conseguem entender que para se escrever deve se entregar. Quem tem o costume de escrever não tem medo de se expor, já que a dor que sente é tratada à luz da análise de quem a acompanha com admiração como leitores...
Vão lá reclamar de Fernando Pessoa por expor sua vida! Reclamem de Drummond, do Mário, do T.S. Eliot! Calem a boca de Shakespeare!!! Não é?

Texto fortíssimo e encantador... e cheio de identidades mil pairando ali em cima.

Me identificando sempre...

Déia disse...

ai que triste!
Histórias de amor, não deveriam acabar, nem doer! Mas doem e como doem!
Um psicólogo não poder sofrer é como um dentista não poder ter dor de dente e um cardiologista não poder morrer do coração!
Sare logo viu coração!
bj

Dil Santos disse...

Ai Rah, fiquei triste por vc agora menina. Sempre são tristes os fins de namoro, sei como é. Mas felizmente superamos isso e estaremos prontos para amar novamente, nós queremos ser amados tbm. Menina, concordo com o teu recado pro tal leitor anônimo, como vc mesmo disse, esse blog é pessoal. E vc sabe que o meu muitas vezes tá nesse segmento, coloco tudo, sonhos, desejos, medos, frutrações, amores, desamores, rsrs. E ninguém, sem exceção está livre de sofrer por amor, todos somos humanos e com isso estamos sujeitos a esses pequenos detalhes, que não são tão pequenos assim quando nós os vivemos, rs.
As mudanças desde que sejam positivas sempre são bem vindas né? Só não podem ser de forma brusca, pq aí sai nada q presta no final, kkkkkkkkkkkkk
Bjo menina

Desabafando disse...

Que triste uma historia terminar assim...espero que vc esteja bem. e o blog é seu e vc escreve sobre o que quiser. Quem disse mesmo que existem seres humanos que nao choram? que nao sofrem?