12/05/2011

Por quê?




Desde pequena, segundo relatos dos meus pais, eu era uma criança "diferente".
Sempre fui geniosa,teimosa.
Se não queria algo, não adiantava insistir, brigar, xingar.
Mas quando queria, movia céus e terras para conseguir. rs!
Já cuidava do meu irmão 5 anos mais velho, como se fosse uma "adulta", chamando atenção, ajudando a olhar, a dar comida, enfim...

Até mesmo nos meus "porquês" eu mostrava uma personalidade singular.

Como minha mãe conta, eram perguntas que não tinham respostas adequadas para minha idade (cerca dos 4anos).
"Por quê temos sangue no corpo?"
"Por quê se o coração parar de bater a gente morrer?"
"Por quê Deus me deu um irmão deficiente?"


Por que.. Por que....?

Sempre perguntas difíceis, de respostas cientificas ou religiosas.
haha!

Ainda tenho muitas perguntas sem respostas.

Meus pensamentos são de uma espécie de taquipsiquismo.
Imaginação tão fértil que serve até de fertilizante para os outros! hahahhaha...
Sempre me senti um pouco a frente da minha idade, talvez por tudo o que vivi.

Não sei ao certo se é bom ou ruim.
Sempre procurei aproveitar a vida e os momentos da melhor forma que pude.
Se foi o jeito certo ou não, não importa.
Foi autêntico.
Foi intenso.
levo minhas experiências como aprendizado.
Tudo o que passei faz parte do que me tornei e me torno a cada instante.

Porque nunca deixamos de aprender, arrepender, sofrer, sorrir, mudar...
Somente a morte pode interromper o ciclo.

;)

BeijO

Nenhum comentário: