04/12/2011

Adapte-me


Estive pensando estes dias....
Nossa! Como estou diferente!
Mas é diferente mesmo, de todas as formas.
Diferente de alguns poucos anos.
Diferente do mês passado.

Não sei se é essa coisa de faculdade que faz a gente ir amadurecendo e criando outros objetivos de vida e consequentemente outras prioridades.
Acho que até pode ser sim. Mas tem muito mais coisas.

Nestes últimos anos, desde que entrei pra faculdade, muita coisa mudou em minha vida.
Mudança de cidade (de novo), término de namoro, separação da mãe, noivado do pai que ficou na outra cidade, ficar longe de alguns amigos, reencontrar outros, fazer novas amizades (que levarei pra vida toda!), conhecer lugares e pessoas que nunca imaginaria conhecer, fazer uma cirurgia tão arriscada e complicada, engordar, emagrecer, amar, se decepcionar. Amar de novo. Se decepcionar de novo... Gostar, com um pé atrás, e acabar apaixonando de vez, por um cara que nunca havia me chamado atenção e que é "todo errado".. rs! Me decepcionar com amigos, mas saber perdoar. Rir mais de mim mesma... Não levar certas coisas tão a sério, e outras, levar muito mais a sério.

Bom, acho que na verdade não é que a gente muda.
A gente se adapta à vida. E ela se adapta a nós.

Não é?
;)

Um comentário:

Helcio Maia disse...

As mudanças acontecem dentro e fora. Por vezes, a gente é que demora a perceber. Mudanças são danças mesmo, ritmo, encaixe, até que a gente se ache novamente e esteja prestes a novamente mudar.