22/04/2012

das coisas que eu queria

Tem momentos como este agora que tudo que eu queria era que alguém viesse correndo, me deitasse no colo e me dissesse "Vai ficar tudo bem. Tô aqui agora." Queria que pudesse me colocar num carro mesmo que eu estivesse em prantos e me levasse pra um lugar qualquer, de preferência desses bem bonitos, pra ver um céu estrelado, ver o sol nascer, falar de coisas nada a ver, rir de coisas banais. Queria que pudesse me mostrar que a gente tem nossas batalhas diárias, mas que existem muitas coisas por aí que fazem estas batalhas. Porque elas existem para nós. Que a gente sofre sim, mas que pode passar. Que dói sim, mas que sara. Queria que pudesse me mostrar que não preciso ter medo do amanhã. Nem do hoje. mas se eu tiver, tudo bem também. Não estarei sozinha. Mas nem tudo que a gente quer a gente tem ou pode ter. Então eu fico aqui, quietinha no meu canto sozinha, travando minhas batalhas e as vezes as dos outros, doendo, com medo do amanhã, sem saber do que vai ser. Torcendo para que seja melhor, mas sem saber do que vai ser. Seja o que Deus quiser.

Nenhum comentário: