05/11/2013

Saudade sem pressa

Quanta saudade daqueles dias simples, das coisas simples,
Do tempo em que minhas maiores preocupações giravam em torno das provas (especialmente de matemática, e olhe lá!). 
Tudo bem, não era bem assim também....
Mas parecia ser.

Hoje tudo é tão mais intenso, mais cansativo, mais esgotante.
Pareço uma velha reclamona.
Mas sinto falta daqueles dias.

A gente tem tanta pressa em crescer e depois fica com vontade de voltar no tempo.

Um comentário:

KM/Shinma/Mauricio disse...

Já me peguei bastante pensando nisso. Tão bom era, o foco era outro, o mundo parecia outro. Os mais velhos alertavam para aproveitarmos mais, que o tempo não para e não perdoa para alguns.

De certa forma, fico feliz em lembrar do tempo que passei, mesmo na ansiosidade de crescer, mas ao menos aproveitei uma época que vejo crianças de agora não aproveitarem quase nada.

O jeito, é caminhar para frente e rever amigos que tenha ainda contato (e que ao menos goste), relembrar e rir das coisas, seria bom se alguns conhecidos meu retornassem e mantivessem contatos, mas nem sempre o mundo é perfeito, os poucos que ficam dessas épocas, valem muito.